Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

“TBT (várias como você)”: Adrian Jean e MC Du Black estreiam parceria com mistura de R&B e funk

Em parceria com produtores de Anitta e Luísa Sonza, cantores misturam referências musicais em faixa que entra em rotação nesta sexta-feira

Por Bruninho Afonso 02/12/2021 11h01
Adrian Jean e MC Du Black Adrian Jean e MC Du Black. Foto: Willys Araújo

No primeiro minuto do dia 19 de novembro, o cantor estadunidense de pop e R&B Adrian Jean une-se a MC Du Black – conhecido no cenário do funk nacional e dono dos hits “Gaiola É o Troco” e “Tudo Aconteceu” – no lançamento de “TBT (Várias Como Você)”. A mistura de estilos dos dois artistas rendeu um som com fortes inspirações do pop e do funk melody, contando também com melodias inspiradas pelo R&B. A canção foi produzida pelo próprio Adrian, ao lado dos Los Brasileros, que já assinaram trabalhos de grandes nomes – entre eles, Anitta (no álbum “Kisses”), Luísa Sonza e Vitão (“Flores”) e Jão (no álbum “ANTI-HERÓI”).

A letra fala sobre um tema corriqueiro no trabalho dos artistas: relacionamentos complicados. Sobre a parceria com Du Black, Adrian comenta: “Passamos horas batendo papo, rindo muito, antes mesmo de irmos para o estúdio. Foi um momento incrível, porque conseguimos nos sentir à vontade um com o outro antes de fazermos arte juntos, antes de revelar nossa vulnerabilidade”. Não é a primeira vez que Adrian trabalha com músicos e equipes brasileiras. O fenômeno do TikTok – com 25 milhões de visualizações – e apaixonado pelo Brasil já fez parcerias com Carol Biazin, Ebony e YOÚN.

Entrevista:

Bruninho Afonso: Você já conhecia o trabalho do MC Du Black antes? Curte o universo do funk carioca?

Adrian Jean: Antes de entrar no estúdio com o MC Du Black, eu já tinha ouvido falar dele, já conhecia sua música e ouvia muito “Tudo Aconteceu” e “50 Tons”. Mas, sempre que eu entro para trabalhar com alguém, sempre estudo à fundo o tipo de sentimento que esse artista trás. Acho que ele é um artista de R&B, com batida de funk, por isso acho que foi muito fácil criar esse som com ele. E, quando ele ouviu o resultado final, ele curtiu muito, porque eu criei essa produção com o nosso estilo já na cabeça. Eu amo o universo do funk carioca, gosto muito desse tipo de beat, que faz a gente dançar muito, estou apaixonado. E sei que o próximo grande hit global, como “Despacito”, vai ser um funk brasileiro! Sinto isso.

Bruninho Afonso: Como descreveria a sua relação com a cultura brasileira?

Adrian Jean: Eu sinto que eu morava aqui no Brasil em uma vida passada, sou apaixonado pela cultura. Sinto que nos Estados Unidos somos um pouco frios, não nos abraçamos, nem nos beijamos quando conhecemos alguém ou encontramos uma pessoa querida, é no máximo um aperto de mão. E vocês, brasileiros, são bem mais calorosos. Isso pode parecer pequeno, mas é uma diferença gigante, porque sou uma pessoa muito sentimental e gosto de demonstrar meu amor e meu apreço pelas pessoas.

Bruninho Afonso: ‘TBT’ é uma mistura de sons do funk, do R&B e do pop. Como foi o processo criativo de unir todas essas referências?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Adrian Jean: O processo foi fácil e eu sabia, desde o começo, que eu queria um beat que unisse o funk e a música pop. Por sua vez, o MC Du Black sabia que ele queria uma melodia mais R&B, que eu já estou acostumado a fazer. Senti desde o início que o Du Black vinha com esse selo do R&B, então foi bem fácil para mim criar o tipo de sentimento que ele buscava, porque eu amo também. E, independente do gênero musical, eu sei que, quando a gente é sincero e vulnerável na produção da música, isso se reflete no resultado. E isso é o mais importante.

Bruninho Afonso: Ficamos sabendo que o videoclipe foi dirigido por uma equipe 100% negra, muito legal! Por que a representatividade é tão importante para você?

Adrian Jean: Sim, é verdade! Eu sinto que, se tenho a oportunidade de dar visibilidade para pessoas pretas, como eu, é minha obrigação fazê-lo. É uma responsabilidade como artistas. Estou muito animado e fico muito feliz, porque todo mundo curtiu muito trabalhar nesse projeto.

Bruninho Afonso: O funk atualmente está passando por um processo super forte internacionalização, com muitas pessoas mundo afora entrando em contato com o gênero. Como se sente de fazer parte desse movimento, ao colaborar com um artista internacional em ‘TBT’?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

MC Du Black: Cara, me sinto feliz por estar fazendo parte deste projeto. Acompanhei uma parceria que o Naldo fez com Fat Joe, e outros artistas também fizeram colaborações com artistas internacionais. Eu sempre pensava comigo mesmo que um dia chegaria a minha vez, e finalmente chegou.

Bruninho Afonso: Como foi a dinâmica com o Adrian Jean no estúdio?

MC Du Black: Foi uma experiência incrível, confesso que antes estava um pouco apreensivo por não dominar o idioma dele, mas depois que nos conhecemos, pelo primeiro contato por vídeo e depois num contato telefônico e finalmente pessoalmente, nossa energia já estava conectada. Hoje, considero ele um grande parceiro e espero não perder o contato com ele.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar