Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Conheça a história de Rafael Zattar, o analista financeiro TOP 1 do Brasil, segundo ranking da ANBIMA

Rafael Zattar também ocupa a 7ª posição como influenciador financeiro no Brasil pelo mesmo ranking e virou referência internacional

Por Analice Nicolau 29/04/2023 10h00

Rafael Zattar é o analista top 1 no ranking feito pela ANBIMA – Associação Brasileira das Entidades dos Mercado Financeiro e de Capitais – principal órgão em regularização e auto regulação do mercado financeiro brasileiro, e mesmo órgão que o colocou na 7ª posição como influenciador financeiro no Brasil, entre centenas de influenciadores renomados e reconhecidos.


O reconhecimento é resultado de um esforço que começou em 2017, depois que conheceu Daniel Nigri, do canal ‘Dica de Hoje’, e participou de uma Live em novembro do mesmo ano para falar sobre finanças e fundos de investimentos. A transmissão atraiu mais de 6 mil pessoas simultaneamente e o sucesso foi tamanho, que Daniel convidou o amigo para ingressar no universo financeiro profissionalmente.


Rafael entendeu que era o momento de fazer uma das maiores apostas de sua vida e decidiu dar este passo. Mas, a história do menino do Rio Comprido, bairro que fica na área central do Rio de Janeiro com as finanças começou muitos anos antes, aos 11 anos de idade, quando teve sua primeira oportunidade de trabalhar, ter uma renda e administrar seu próprio dinheiro.


O ano era 1995, Rafael trabalhava como entregador de jornais e todo domingo recebia R$10,00 pelo trabalho. Além das entregas, o menino ganhava algumas gorjetas, e o primeiro trabalho para uma criança de apenas 11 anos parecia uma boa oportunidade. Rafael decidiu guardar o dinheiro para conseguir comprar sua primeira bicicleta, o veículo seria um facilitador durante a entrega, porque com o ganho no tempo, ele poderia realizar mais entregas e receber mais gorjetas.


A avó materna o ajudou a juntar uma quantia em torno de R$300,00 e a compra da bicicleta foi efetivada. Não bastassem os planos com a entrega, ele teve a ideia de pedir os jornais velhos que seriam descartados para o dono da banca, e assim, poderia vendê-los para a reciclagem. No caminho até o ‘Ferro Velho’, ele passava em uma gráfica, pedia as sobras de papel e arrecadava mais dinheiro com a venda de um volume maior de papel.


Os primeiros passos no que hoje podemos chamar de empreendedorismo já sinalizava para o talento que ficou evidente mais tarde. Segundo Rafael, aquela fase da vida foi marcada por algumas limitações; criado pela mãe solo, não tinha o prazer de comer um salgado na rua e só conseguia se alimentar fora de casa quando a mãe ganhava cupons do MC Donalds, mas nada comparado com o que ele chama de ‘dia mais importante de sua vida’.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Aos 13 anos, sem ainda conhecer o pai, vestiu sua melhor roupa para o dia que pensava que finalmente realizaria seu sonho, ao chegar no local, avistou um homem diferente, e quando correu para dar o tão esperado abraço, descobriu que aquele tratava-se do advogado que representava seu pai no exame de reconhecimento de paternidade.


A frustração que o acompanhou ao longo da vida pela ausência do pai continuou fazendo parte da sua rotina e o impulsionando a saber mais sobre aquele que ele tinha o sobrenome, mas não conhecia o rosto. As notícias na internet davam conta que a família Zattar era composta por homens de sucesso: seu pai, um executivo importante do ramo do petróleo e gás que jamais teve tempo para o menino que registrou.


A vida teve que continuar com esta ausência e sem saber, a indiferença foi a força motriz que alimentou os sonhos do menino do Rio Comprido. Rafael trabalhou como operador de telemarketing e entre os 15 e 17 anos aprendeu tocar teclado. A habilidade rendeu dinheiro para ele conseguir comprar seu primeiro carro, em 2006, um GOL G3 ano 2001.


O analista conta que todas as atividades que desenvolveu ao longo da vida deixaram um aprendizado e estabeleceram pilares fundamentais para seu sucesso; um exemplo disso foi a lição que aprendeu enquanto trabalhou – aos 15 anos – paralelamente a outras atividades, como vendedor de cartões de visita para taxistas. Na época, Rafael apresentava o mostruário com 9 modelos de cartões, e percebeu que ao reduzir as opções para apenas três modelos, as vendas aumentaram. A simplificação foi a chave que fez o negócio fluir.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Rafael começou a estudar administração de empresas e aos 19 anos foi estagiário do Banco do Brasil, seu primeiro contato efetivo com o universo das finanças. Com o exemplo da tia e da irmã, que trabalhavam na aeronáutica, começou a estudar e em 2005, entrou para a Força Aérea Brasileira, passando em um concurso bastante disputado, que naquele ano ofereceu apenas 58 vagas para todo o território nacional. O menino que havia estudado durante toda a infância na escola municipal Jenny Gomes, no bairro Rio Comprido, começou a dar sinais de que era acima da média.


A conquista se tornou uma grande razão para procurar seu pai, foi então que no dia 23 de dezembro de 2005, Rafael Zattar imaginou que conseguiria almoçar com o pai e compartilhar a alegria da aprovação. Devido ao alto cargo que o pai ocupava na empresa, Rafael se apresentou na recepção e informou quem era, e acompanhado do pedido de chegar até o pai. Com uma dura resposta negativa, Rafael deixou um bilhete sem mencionar a aprovação, apenas com votos de ‘Feliz Natal’.


No dia 4 de abril de 2017, Rafael finalmente conheceu o pai: o engenheiro químico William Zattar, conselheiro benemérito fundador do Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás, havia falecido no dia anterior aos 90 anos, depois de dedicar 67 anos de sua vida à indústria. Rafael compareceu ao velório, conheceu os dois irmãos paternos que acompanhava pela internet e dividiu com eles a missão de carregar o caixão do pai até seu túmulo.


Rafael conta que a indiferença do pai nunca o desmotivou, pelo contrário, sendo uma figura importante em seu ramo de atuação e tendo criado dois filhos importantes em suas respectivas áreas, o administrador se sentiu motivado a honrar o sobrenome que carrega. Naquele ano, a vida de Rafael começou a mudar, porque foi naquele mesmo 2017 que Rafael conheceu o já citado Daniel Nigri.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Rafael Zattar começou a se dedicar ao mercado financeiro e a chamar a atenção devido a sua expertise. Ainda na Força Aérea, recebeu a tentadora proposta de trabalhar para uma empresa no ramo financeiro e receber de salário um valor que era quatro vezes superior ao que seu salário como sargento da aeronáutica. Rafael recusou. A proposta foi importante para que o administrador entendesse que já havia construído uma história e que em breve teria que tomar uma importante decisão.


Em 2021, após 16 anos servindo o país, com uma carreira promissora que poderia levá-lo ao posto de capitão da Força Aérea Brasileira, Rafael se exonerou da FAB e começou a escrever uma nova história que se funde com a história atual do mercado financeiro brasileiro: o jovem se tornou uma referência no ramo financeiro internacional e um expert em fundos de investimento.


Atualmente, Rafael figura entre os influenciadores de investimentos que mais crescem e se destacam no Brasil. Zattar faz parte de um grupo de influenciadores que está falando para 165,7 milhões de seguidores (alta de 76%), e são responsáveis por 1.257 perfis no Facebook, no Instagram, no Twitter e no YouTube. O número representa um crescimento de 116,4% em relação aos 581 perfis identificados na edição anterior, segundo dados da 4ª edição do relatório FInfluence, elaborado pela ANBIMA com apoio do Instituto Brasileiro de Pesquisa e Análise de Dados – IBPAD.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Segundo o relatório divulgado em março deste ano, o número de influenciadores monitorados mais que dobrou e apresentou crescimento de 102%, passando de 255 no primeiro semestre de 2022 para 515 nos últimos seis meses do ano passado. A ANBIMA elaborou o ranking com base nas métricas de popularidade, volume de publicações, engajamento, autoridade para distribuir seu conteúdo em nichos de audiência, o que colocou Rafael Zattar em 7º lugar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


De acordo com Rafael, um de seus objetivos é mostrar para as pessoas que é possível ter uma boa vida investindo e que, o segredo é simples: ganhar bem, poupar com inteligência e investir bem. “Eu incentivo as pessoas a começarem a investir o quanto antes, mesmo que seja um valor pequeno inicialmente. O papel da minha empresa, a Carteira Z é ser um estilo de vida simples para pessoas que desejam investir, mas não sabem como fazer”, explica Zattar.


A afirmativa de que a Carteira Z é um estilo de vida, significa que, a proposta da Carteira é otimizar o tempo das pessoas, já que Rafael defende a máxima que diz: “viaje, o dinheiro volta, o tempo não”. Na prática, a Carteira Z incentiva que as pessoas priorizem o que é de fato prioridade em suas vidas, como cuidar da saúde, da família, ter um tempo de lazer, aperfeiçoar o perfil profissional e aproveitar a vida em sua integralidade; e recomenda a delegação dos investimentos para boas equipes de gestão experientes e que estão praticamente 24 horas inseridas no mercado financeiro. Obviamente, como em tudo na vida que faz a diferença, a minoria das gestões produz bons resultados ao longo do tempo e a Carteira Z utiliza uma metodologia simples para a escolha das melhores, com carteiras de fundos montadas por perfil e patrimônio, e é referência no Brasil nesse nicho.


A Carteira Z reúne fundos para quatro perfis distintos de investidor, do mais arrojado ao mais conservador, e acompanha com lupa mais de 40 produtos diferentes para seus clientes: a ‘Carteira Z Light’ é ideal para os conservadores que aceitam poucos riscos, com rendimentos que chegam a até 115% do CDI. As ‘Carteiras Z Plus’ e ‘Medium’ são adequadas para o perfil que varia entre conservador e moderado, que aceita pouca oscilação. A ‘Carteira Z Hard’ é aquela que tem oscilação parecida com a bolsa, porém, geram um maior grau de proteção, com rendimento de até 200% do IBOVESPA. Os investidores que optam pela Carteira Z recebem relatórios semanais com todas as movimentações e atualizações do mercado, e podem começar a investir com apenas R$1 por mês.


Os negócios e o nome de Rafael se tornaram uma referência internacional. Prova disso foi que o The Wall Street Journal, jornal diário de Nova York, especialista em notícias econômicas, publicado diariamente pela Dow Jones & Company, criador do índice Dow Jones – indicador que permite estudar a evolução do mercado de ações, comparar momentos históricos e monitorar tendências em segmentos mais tradicionais da economia – procurou Rafael para comentar sobre os motivos do PL baixo da bolsa brasileira, com a entrevista, o administrador de 38 anos marcou seu nome na história das análises norte americanas.


Questionado sobre todo o processo e suas importantes decisões ao longo da vida, o jovem promissor não consegue explicar o que justifica seu sucesso e responde com um versículo bíblico que para ele, reflete bem sua trajetória: “ergue do pó o necessitado e do monte de cinzas faz ressurgir o abatido; Ele os faz assentar-se com príncipes e lhes concede um lugar de honra, porque ao Senhor pertencem os fundamentos da terra, e sobre eles estabeleceu o mundo”.


O versículo extraído de 1 Samuel 2:8, livro que conta a história do profeta Samuel, mostra como Deus é capaz de mudar a sorte das pessoas mais humildes da terra, uma semelhança ao que Rafael experimentou em sua vida. “Desde a minha infância, eu poderia ter escolhido ser um rebelde ou me fazer de vítima, mas essas nunca foram minhas opções. Aprendi que a cada passo dado, cada lição aprendida e cada queda foram essenciais para moldar o meu caráter. Não há nada mais gratificante do que subir alguns degraus na vida e olhar para trás, percebendo todo o esforço e dedicação investidos na caminhada. É a sensação de ter conquistado tudo por conta própria, com suor e lágrimas. E o melhor de tudo é que essa conquista ninguém pode tirar de mim”, afirma o influenciador.


Se a história de Zattar terminasse neste capítulo, já seria capaz de motivar e incentivar jovens que cresceram em periferias, estudaram em escolas públicas, que foram criados longe dos pais ou que foram rejeitados por eles, que batalham por uma vaga no serviço público, que passaram por uma transição de carreira, que tiveram que fazer escolhas que mudaram toda a sua vida, que acreditam que Deus cuida de cada detalhe, enfim, já seria capaz de alavancar muitas outras histórias que estão sendo escritas. Entretanto, o menino do Rio Comprido segue avançando.


“Nunca considerei dar passos maiores do que minhas pernas poderiam suportar. Como costumo dizer, foram mais de 20 anos para dar “sorte” da noite pro dia. Acredito que a pior forma de fracassar é querer pular etapas e buscar enriquecimento rápido. Com a Carteira Z, ajudamos milhares de pessoas no Brasil e no exterior a investir de forma mais inteligente e estamos comprometidos em aumentar a conscientização financeira entre aqueles que não têm uma organização financeira sólida. No entanto, é importante ressaltar que é necessário se concentrar no desenvolvimento profissional para aumentar a renda e, em seguida, investir com sabedoria e responsabilidade”, conclui Rafael.






Você pode gostar