Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Viva

Divirta-se: fim de semana em Brasília tem som para todos os gostos

Por Arquivo Geral 28/07/2017 6h30
Foto: Divulgação

Larissa Galli
[email protected]

Com o objetivo de celebrar o rock’n roll, o projeto Todos os Sons volta ao gramado do Centro Cultural Banco do Brasil neste sábado, desta vez, com versão especial para gênero musical característico de Brasília. Nascido nos Estados Unidos e difundido mundo afora desde os anos 50, o rock se reinventa dia após dia e se fortalece como forma de provocar reflexões e questionamentos de várias gerações de artistas.

E nada melhor que o próprio rock para celebrar o rock. Por isso, o Ira! é uma das bandas que se apresenta no festival. Depois de um recesso de sete anos, os paulistas estão de volta e prepararam um show especial para comemorar o Dia Internacional do Rock. “O rock pra mim é um dos estilos musicais mais revolucionários da história da música popular no mundo”, defende Nasi, vocalista da banda. De acordo com ele, “o rock sempre está como trilha sonora de grandes transformações e revoluções no mundo”.

Nasi afirmou que o Ira! é uma banda de muita personalidade, que sempre procurou seus próprios caminhos e foi um dos primeiros grupos de sua geração a se autoproduzir. Além disso, os álbuns da banda podem ser incluídos dentro da discografia básica do rock brasileiro, com várias músicas que fizeram sucesso e repercutem até hoje. “O rock tem o poder de absorver outros gêneros musicais e se reinventar, foi assim que ele se misturou com a música oriental, com o jazz, com o hip hop e com a música eletrônica”, explica o cantor.

Segundo ele, o repertório do show será composto por “todas as músicas que fizeram sucesso e que o público quer ouvir, como Envelheço Na Cidade, Eu Quero Sempre Mais e Núcleo Base, por exemplo e também mesclando com músicas de todos os nossos álbuns, procurando dar um panorama geral da nossa discografia e as nuances do nosso rock’n roll”.

Homenagem

O evento também busca prestar um tributo ao baixista e guitarrista Pedro Souto, que faleceu aos 23 anos, no último dia 4 de maio. Para isso, integrantes das bandas Almirante Shiva, Rios Voadores e Joe Silhueta criaram a banda GROGUE, para celebrar o que o músico foi em vida.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pedro era baixista de cinco das bandas mais atuantes da cena do rock brasiliense – Rios Voadores, Judas, Joe Silhueta, Almirante Shiva e Cassino Supernova. Na Almirante Shiva, ele também atuava como cantor, compositor e guitarrista, ao lado de Marlon Túgdual e Carlos Beleza.

Serviço

Todos os Sons – Especial Rock no CCBB
Amanhã a partir das 16h, no Centro Cultural Banco do Brasil (Setor de Clubes Esportivos Sul). Ingressos: R$ 10 (meia). Clientes BB paga meia entrada. Informações: 3108-7600. Classificação livre.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar