fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Valdir Espinosa morre aos 72 anos

Campeão mundial pelo Grêmio e atual gerente de futebol do Botafogo, Espinosa foi vítima de complicações após cirurgia no abdômen

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O ex-treinador Valdir Espinosa veio a óbito nesta quinta-feira (27), vítima de complicações após uma cirurgia na região do abdômen realizada no último dia 17. Espinosa foi internado novamente no dia 20 e não resistiu aos procedimentos.

Campeão mundial pelo Grêmio, Espinosa ocupava atualmente o cargo de gerente de futebol do Botafogo.

Carreira

Espinosa começou a vida no futebol como jogador, mas teve uma carreira curta. Durante os oito anos nos gramados, vestiu as camisas de Grêmio, CSA, Esportivo-RS e Caxias-RS. Parou em 1978 e, no ano seguinte, já virou técnico do Esportivo.

Quatro anos depois, comandou o Grêmio, que viria a ser campeão da Libertadores e do Mundial naquela temporada. O time contava com Mário Sérgio, Paulo César Caju e Renato Gaúcho.

Em 1989, Espinosa chegou ao Botafogo, onde conquistou o título do campeonato carioca de forma invicta. A taça rendeu ao treinador uma grande identificação com o time da Estrela Solidária.

O ex-treinador rodou por diversos clubes do país e do Exterior, como Cerro Porteño, do Paraguai, Al-Hilal, da Arábia Saudita, e Tokyo Verdy, do Japão e Las Vegas City, dos Estados Unidos.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade