fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

River perde pênalti no fim e Cruzeiro arranca empate em Buenos Aires

A igualdade foi assegurada depois de o atacante Matías Suárez ter desperdiçado um pênalti aos 53 minutos do segundo tempo

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

No reencontro entre River Plate e Cruzeiro na Libertadores, quatro anos depois de o time argentino ter levado a melhor sobre o rival nas quartas de final da edição de 2015 da competição, a equipe mineira sofreu até o lance final, mas conseguiu conquistar um importante empate por 0 a 0 no confronto de ida das oitavas, na noite desta terça-feira, no estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires.

A igualdade foi assegurada depois de o atacante Matías Suárez ter desperdiçado um pênalti aos 53 minutos do segundo tempo, no limite dos acréscimos dados pelo juiz. 

Os comandados de Mano Menezes ficaram longe de empolgar a sua torcida na abertura do mata-mata, mas seguraram o 0 a 0 no placar e terão a chance de avançar na competição continental com uma vitória simples na próxima terça, quando voltarão a encarar os atuais campeões continentais, a partir das 19h15, no Mineirão, para avançar à próxima fase.

Há quatro anos, o River foi derrotado por 1 a 0 no primeiro jogo das quartas de final, atuando na capital argentina, mas depois conquistou um surpreendente 3 a 0 para ir às semifinais e seguir rumo ao seu terceiro troféu da Libertadores. Antes disso, na decisão de 1976, o Cruzeiro ficou com o título ao superar a tradicional equipe argentina em um título que só foi definido com a disputa de três jogos entre os times.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ficha Técnica:

RIVER PLATE – Armani; Montiel, Martínez Quarta, Pinola (Rojas) e Angileri; Enzo Pérez; Nacho Fernández, Palacios e De la Cruz (Cristian Ferreira); Julián Alvarez (Lucas Pratto) e Matías Suárez. Técnico: Marcelo Gallardo.

CRUZEIRO – Fábio; Orejuela, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Romero (Jadson); Robinho (Ariel Cabral), Thiago Neves (David) e Marquinhos Gabriel; Pedro Rocha. Técnico: Mano Menezes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

ÁRBITRO – Julio Bascuñán (CHI).

CARTÕES AMARELOS – Julián Alvarez, Enzo Pérez, De la Cruz (River Plate); David e Léo (Cruzeiro).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

PÚBLICO E RENDA – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires (ARG).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

Estadão Conteúdo




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade