Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Torcida

Renato Gaúcho sai do Flamengo após fiasco na Libertadores

O Flamengo ainda anunciou que Maurício Souza substituirá Gaúcho até o encerramento do Campeonato brasileiro

SAO PAULO, BRAZIL – AUGUST 18: Renato Gaucho, head coach of Gremio in action during the match against Corinthians for the Brasileirao Series A 2018 at Arena Corinthians Stadium on August 18, 2018 in Sao Paulo, Brazil. (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)

Após a derrota para o Palmeiras neste fim de semana durante a final da Libertadores, o técnico afirmou estar “incomodado com a perseguição”, e que não continuaria seu trabalho. O clube oficializou a demissão de Renato nesta segunda-feira (29). O Flamengo ainda anunciou que Maurício Souza substituirá Gaúcho até o encerramento do Campeonato brasileiro.

“Se hoje o Flamengo tivesse ganho, as pessoas teriam me perguntado se eu ia renovar o contrato para o ano que vem. Eu já to vacinado quando a isso”, desabafou o agora ex-técnico.

Desligado do Grêmio em abril e, agora, pelo Flamengo, Renato passou em branco a temporada de 2021 após cinco anos seguidos em que ele conquistou títulos importantes.

Pelo time do Sul, ele ganhou a Copa do Brasil (2016), a Libertadores (2017), a Recopa (2018), além dos estaduais de 2018, 2019 e 2020.

Antes deixar a equipe gaúcha, o treinador ainda ficou marcado por algumas frases polêmicas, sobretudo algumas que ele usou para se defender das críticas após a queda de rendimento do time.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em uma dessas ocasiões, inclusive, ele citou o próprio Flamengo. “Se um dia a diretoria do Grêmio falar: ‘Olha, Renato, você tem R$ 200 milhões para contratar’. Aí pode me cobrar futebol bonito.”, afirmou. Em outro momento, ele disse: “[Eles [Flamengo] armaram um time muito forte, então eles têm obrigação de ganhar, sim. E é a mesma coisa o Palmeiras.”

Em julho, quando ele foi contratado, essas declarações só aumentaram a responsabilidade que o treinador teria, no mínimo, até o final do ano, quando se encerraria o contrato dele.

No entanto, além da derrota na decisão da Libertadores, justamente diante dos palmeirenses, a pressão sobre o comandante passou a ser grande desde a eliminação na semifinal da Copa do Brasil, em duelo com o Athletico. Sem contar o fato de de o time ter chances muito remotas de conquistar o Campeonato Brasileiro.

O título nacional, aliás, poderá ser definido já nesta terça-feira (30). Para isso, basta que o Flamengo não derrote o Ceará, no Maracanã, pela 36ª rodada. Isso faria os 78 pontos dos mineiros se tornarem inalcançáveis para o concorrente —diante dos cearenses e até o fim do Brasileiro, Mauricio Souza, ex-sub 20 e que vinha sendo auxiliar na comissão de Renato, vai comandar os cariocas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Atlético-MG ainda tem três partidas por fazer até o final da competição. O time carioca, com 67 pontos, entra em campo mais quatro vezes. Mesmo que o rival rubro-negro faça esses 12 pontos, os mineiros serão campeões com apenas mais uma vitória. Seu próximo jogo será contra o Bahia, em Salvador, na quinta-feira (2). Depois disso, os adversários serão Red Bull Bragantino e Grêmio.








Você pode gostar