Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Presidente do Corinthians demite Carille e fala em “juntar os cacos” para seguir em frente

Semana turbulenta, declarações polêmicas e sequência de oito partidas sem vitórias causaram a demissão do técnico do Corinthians

Avatar

Publicado

em

Andres Sanches - Corinthians
PUBLICIDADE

Após sofre a coleada de 4 x 1 diante do Flamengo, o presidente Andrés Sanchez afirmou, em coletiva que, além de Carille, outros serão demitidos.

Vai ficar pouca gente, vai ter mudanças drásticas. Andrés Sanchez

Junto com o técnico, devem deixar o Corinthians o auxiliar Leandro da Silva e o preparador Walmir Cruz e, na diretoria, Vilson Menezes e o coordenador Emerson Sheik estão com o cargo ameaçado.

Até quarta-feira vamos ver quem toma conta do time. Amanhã vamos atrás para ver se chega outro treinador ainda neste ano. Quanto à multa de Carille, nem discutimos ainda, isso é o de menos.

Ainda, de acordo com Sanches, não foi apenas os protestos da torcida que fizeram o técnico cair. “Foi um monte de fatores. Teve vários motivos para chegar nisso. Temos que tocar a vida para frente.”

São muitos fatores. Jogadores estão tristes e sabem que têm que melhorar. Vamos juntar os cacos amanhã e quarta tem outro jogo, temos que dar a volta por cima.

Veja a nota oficial do Corinthians:

“Por meio da Diretoria de Futebol e da Presidência, o Sport Club Corinthians Paulista confirma o desligamento do técnico Fábio Carille.

No Corinthians desde 2009, quando ingressou como auxiliar, Fábio Carille assumiu o posto de treinador definitivamente em 2017, ano em que foi campeão brasileiro e paulista. Manteve as conquistas estaduais por mais dois anos no Parque São Jorge. No total, somou como técnico do Timão 183 jogos, sendo 86 vitórias, 56 empates e 41 derrotas. Tais números o levaram à lista dos dez profissionais que mais dirigiram o Alvinegro na história.

O Clube agradece os anos de serviços prestados e deseja sorte na continuidade da carreira.”


Leia também
Publicidade