Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Pedrinho brilha, Corinthians bate Botafogo, amplia invencibilidade e sobe para 5º

Com o resultado, o Corinthians chega aos 27 pontos, por ora, na quinta colocação, mas pode perder o posto para o São Paulo, que tem 24, no complemento desta rodada neste domingo

Publicado

em

O Corinthians derrotou o Botafogo por 2 a 0, neste sábado, na sua arena em Itaquera, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, e chegou a sete jogos de invencibilidade na competição. Boselli e Everaldo marcaram os gols da vitória corintiana, um em cada tempo, mas Pedrinho é quem foi o principal destaque do time. Teve participação direta nos dois gols, boa movimentação e conclusões. No Botafogo quem se sobressaiu foi o goleiro Gatito, que impediu o time carioca de sofrer uma goleada em São Paulo. 

Com o resultado, o Corinthians chega aos 27 pontos, por ora, na quinta colocação, mas pode perder o posto para o São Paulo, que tem 24, no complemento desta rodada neste domingo. A distância para o líder Santos, que enfrenta o Cruzeiro, neste domingo, no Mineirão, agora é de cinco pontos. 

O Corinthians segue invicto depois do retorno do Campeonato Brasileiro, após a disputa da Copa América, e não perde há sete rodadas. No período, acumulou quatro vitórias (CSA, Fortaleza, Goiás, Botafogo) e três empates (Flamengo, Palmeiras, Internacional).

Na 16ª rodada, o Corinthians enfrenta o lanterna Avaí, domingo, na Ressacada, em Florianópolis. O Botafogo tenta a reabilitação contra a Chapecoense, segunda-feira, no Engenhão. Antes, porém, o time de Carille volta a campo nesta quinta-feira, novamente em Itaquera, onde enfrenta o Fluminense no primeiro confronto pelas quartas de final da Copa Sul-Americana. 

No duelo deste sábado, o Corinthians dominou o primeiro tempo, se impôs como mandante e mereceu a vantagem parcial. Explorando principalmente o lado esquerdo, com Pedrinho e Everaldo, o time de Carille demonstrou evolução ofensiva, rapidez nas investidas e criou chances para sair em vantagem superior a um gol.

O Botafogo não se encontrou na primeira etapa. Muito recuado no início, sofreu pressão do Corinthians. Começou a sair para o ataque e equilibrar a partida perto dos 30 minutos. E contou com outra bela atuação do seu goleiro Gatito. 

A primeira boa chance corintiana aconteceu aos 11 minutos. Pedrinho arriscou de fora de área e acertou o ângulo esquerdo de Gatito, que espalmou para escanteio. O goleiro paraguaio faria outra importante intervenção aos 26, depois que Boselli arriscou de fora da área e acertou o canto esquerdo. 

Pressionando desde os primeiros minutos, o Corinthians abriu o placar aos 41. Pedrinho cruzou da direita, Boselli pegou um forte chute de primeira e colocou a bola no ângulo de Gatito. Belo gol. O sexto do atacante argentino com a camisa do clube.

O goleiro do Botafogo ainda fez outra defesa importante aos 44 minutos, impedimento o segundo gol corintiano. Carlos Augusto cruzou da esquerda, Pedrinho cabeceou, a bola tocou no gramado e Gatito fez ótima intervenção.

No segundo tempo o Corinthians não deu espaços para uma reação do Botafogo e, logo aos 10 minutos, chegou ao segundo gol, com outra bela jogada individual de Pedrinho. O meia avançou da intermediária e arriscou de fora da área, Gatito espalmou, no rebote, Everaldo acertou o canto oposto do goleiro. Foi o primeiro gol do atacante com a camisa do Corinthians. 

Após o segundo gol, o jogo caiu. O Corinthians diminuiu o ritmo e a intensidade ofensiva. O Botafogo, mesmo com dois gols de desvantagem, não teve forças para buscar uma reação, mas acertou o travessão de Walter aos 44 minutos, após cabeçada de Marcelo Benevenuto.

Ficha Técnica:

CORINTHIANS 2 X 0 BOTAFOGO

CORINTHIANS – Walter; Fagner, Manoel, Gil e Carlos Augusto; Gabriel, Júnior Urso, Pedrinho e Mateus Vital (Jadson); Boselli (Gustavo) e Everaldo (Clayson). Técnico: Fábio Carille. 

BOTAFOGO – Gatito Fernández; Marcinho, Gabriel, Marcelo Benevenuto e Gilson; Gustavo Bochecha (Rhuan), Rickson, Cícero e Luiz Fernando (Marcos Vinícius); Diego Souza e Rodrigo Pimpão (Lucas Campos). Técnico: Eduardo Barroca. 

GOLS – Boselli, aos 41 minutos do primeiro tempo; Everaldo, aos 10 do segundo.

ÁRBITRO – Rafael Traci (SC).

CARTÕES AMARELOS – Marcelo Benevenuto, Gil, Gabriel e Cícero.

PÚBLICO – 38.882 pagantes (39.122 ao total).

RENDA – R$ 2.245.956,00.

LOCAL – Arena Corinthians, em São Paulo (SP).


Você pode gostar
Publicidade