Siga o Jornal de Brasília

Futebol

Nova direção do Inter causa problemas na política do Rio Grande do Sul

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O anúncio da nova direção do Internacional causou um problema inusitado: Ibsen Pinheiro, que estará ao lado de Fernando Carvalho na direção de futebol do clube, anunciou que irá se licenciar da Assembleia Legislativa, onde exerce o mandato de deputado estadual.

“A minha ideia é que é difícil compatibilizar dois senhores tão exigentes. Então, a minha ideia é me afastar do mandato parlamentar”, declarou Ibsen Pinheiro na entrevista coletiva. O deputado de 81 anos conquistou 26.532 votos para a Assembleia Legislativa e assumiu o mandato como suplente.

A bancada do PMDB se reunirá na tarde desta terça-feira para decidir o que fazer com o pedido de licenciamento de Ibsen. Entre as pessoas que podem assumir o cargo por número de votos estão Neuza Kempfer, atual presidente da Federação Estadual de Pesquisa em Saúde, e a ex-miss Brasil e atual secretária adjunta do Turismo, Gabriela Markus.

Ibsen, que ficou célebre no futebol por ser do grupo dos “mandarins” – dirigentes colorados que transformaram o clube nos anos 70 – admitiu que foi “convocado” pelo presidente do Internacional para assumir o cargo no departamento de futebol.

“Conversando com o Celso (Roth, novo técnico do Inter), eu fiz uma síntese, dizendo que um time se faz com dois ingredientes: ideia de time e tempo. O segundo, tempo, não está presente, mas o primeiro eu sei que está – no perfil profissional do Roth, na liderança do Carvalho, no comando do Vitório. Temos a ideia de futebol e o tempo possível, e a confiança de que a gente sempre sai das crises melhor do que entra nelas”, afirmou Ibsen.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade