Torcida

NBB: Mogi vence lanterna Brasília e chega à 9ª posição

A partida foi válida pela 18° rodada do segundo turno, e era a última da equipe candanga na competição

Fúlvio distribuiu várias assistências para os companheiros na partida (Foto: Arthur Ribeiro)

Bernardo Guerra / Agência UniCEUB

O Mogi das Cruzes venceu, nesta quinta (8), a equipe do Brasília, que amarga a lanterna do NBB, no Ginásio da ASCEB, em Brasília. A partida foi válida pela 18° rodada do segundo turno, e era a última da equipe candanga na competição. Precisa de uma vitória para sair dessa colocação.

O Mogi veio com força completa para a disputa e alcançou a 9° posição. A equipe do Unifacisa caiu para a 10° colocação.

O Brasília teve o desfalque do o ala norte-americano, Sammy Yeager, craque da equipe. Ele se machucou em um lance da última partida, contra o Paulistano, quando teve seu olho lesionado em uma disputa de bola.

O jogo

A partida teve início equilibrado, a par da diferença de desempenhos ao longo do campeonato. Os jogadores começaram a aumentar o ritmo na metade do quarto, com o armador Nezinho, do Brasília, com três arremessos de três pontos e 11 pontos no quarto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Do lado do Mogi, as jogadas se concentraram no garrafão através do pivô Wesley, que se sobressaía nas fintas de corpo, e do ala, Lessa, que passava por trás das linhas de defesa do Brasília e finalizava os passes recebidos.

Outro destaque do quarto foi o experiente armador Fúlvio, que anotou 5 assistências nos seus 8 minutos jogados. O quarto acabou com o placar de 22 a 19 para Mogi.

Com o começo do segundo quarto, o Mogi reforçou seu plano de atacar o garrafão, com os dois alas/pivôs da equipe em quadra juntos, Douglas Santos e Fabrício, que trabalharam juntos para atrair a marcação para si, fecharam o quarto anotando 8 e 6 pontos, respectivamente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Do lado do Brasília, os ataques perderam efetividade e o aproveitamento caiu com o passar do quarto, com quatro jogadores terminando o quarto com zero pontos anotados, e cinco jogadores anotando 3 ou menos pontos. O placar do quarto terminou em 21 a 15 para o Mogi, com o placar geral de 43 a 34 para o time do interior de SP.

Fase decisiva

Na volta do intervalo, as equipes entraram com mais foco no ataque. O Brasília teve apenas sete jogadores em quadra ao longo do quarto, com quatro deles com mais de 5 pontos cada e aproveitamentos da linha de três pontos.

O Mogi teve mais oportunidades, porém não foi tão eficiente e ficou apenas um ponto à frente dos candangos no final. O quarto acabou 27 a 26 para o Mogi, com o placar geral de 70 a 60, vantagem de dez para os paulistas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Coleman e Nezinho foram os cestinhas de suas equipes na partida (Foto: Arthur Ribeiro)

Com gritos de incentivo de técnico Ricardo Oliveira, o Brasília entrou motivado para virar a partida no último quarto. Porém, o sentimento não foi traduzido em quadra.

Com os jogadores cansados após a boa performance do terceiro quarto, a equipe candanga falhou na parte ofensiva e se mostrou enfraquecida na defesa.

Desta forma, a vantagem, que antes era de 10 pontos, cresceu para 20, para o Mogi das Cruzes. O placar do quarto ficou em 27 a 17, com os paulistas ganhando no geral por 97 a 77.

Destaques da partida

O Mogi contou com quatro jogadores com 12 pontos ou mais, mas o destaque foi o ala norte-americano Dominique Coleman, que marcou 24 pontos e cinco rebotes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Outro destaque do Mogi foi o veterano Fúlvio, que anotou 11 assistências na partida. Para o Brasília, o destaque ficou com o armador Nezinho, com 22 pontos e 5 assistências.

Próximos Jogos

O Brasília encerrou sua temporada hoje, na lanterna da competição. Venceu apenas 5 dos 30 jogos disputados. Já a equipe de Mogi das Cruzes ainda conta com uma partida para encerrar sua temporada regular. Enfrenta o Bauru no sábado (10), novamente no Ginásio da ASCEB, em Brasília.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE





Você pode gostar