fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Morre tenista brasiliense Pedro Dumont

Pedro tinha câncer e lutava contra um Sarcoma Sinovial desde 2015. Atleta era um dos mais promissores do país

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

Willian Matos
[email protected]

Depois de vários anos na luta contra um câncer detectado em 2014, quando estudava e competia no circuito universitário norte-americano, o tenista brasiliense Pedro Dumont faleceu na sexta-feira (12/7), aos 25 anos.

Pedro é filho do treinador Santos Dumont Guimarães. Promissor, sempre figurava na ponta dos rankings das categorias que disputava. Esteve em sul-americanos e mundiais e conquistou o Australian Open juvenil.

Com dificuldade em obter patrocinadores no país, conseguiu bolsa de estudos e seguiu para o circuito universitário norte-americano. Pela University of West Florida, chegou ao título da divisão 2 da NCAA como destaque da equipe. Nos intervalos, disputava eventos futures.

Até que no final de 2014, disputando um torneio lá mesmo em Pensacola, sentiu um caroço na altura do abdômen. Preocupado, voltou para Brasília. O pai e treinador Santos Dumont contatou um médico, foi retirado o caroço e felizmente deu benignidade.

Pedro voltou aos EUA em agosto, porém no final de 2015 o problema reapareceu. De volta a Brasília, teve de se submeteu então a uma cirurgia muito maior e mais delicada, identificando-se um câncer chamado Sarcoma Sinovial. Retirado, submeteu-se por três meses a sessões de radio e quimioterapia. Finalmente, em maio, foi liberado. A universidade o aceitou de volta em julho de 2016 e Pedro recomeçou a treinar.

Claro que havia engordado devido ao tratamento e foi outra batalha para entrar em forma, contando com a ajuda de Bruno Savi, curiosamente outro aluno de Santos Dumont. ‘Ele não perdeu o foco e a motivação e me deu essa alegria. Ganhou o Regional em setembro e em seguida o Nacional de duplas da divisão 2. Essa é a história de superação de quem ama o tênis, ama a vida. Como técnico já ficaria muito feliz com o resultado, mas como pai e técnico a felicidade é imensa’, afirmou Santos Dumont a TenisBrasil, à época. Com informações do Tênis Brasil

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade