fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Marta enfrenta a Austrália

Apesar do mistério de Vadão na quarta (12), técnico confirmou Marta no ataque para segunda rodada da Copa do Mundo

Lindauro Gomes

Publicado

em

PUBLICIDADE

Willian Matos
redacao@grupojbr.com

Recuperada da lesão muscular na coxa esquerda sofrida há três semanas, na cidade portuguesa de Portimão, onde a seleção encerrou a preparação para a Copa do Mundo, Marta está de volta! A estrela mostrou evolução nos últimos dias e volta ao time para enfrentar a Austrália, no segundo jogo do Mundial.

Vadão fez mistério durante toda a quarta-feira (12) e só confirmou a escalação nesta manhã, informando ao grupo no início do dia. A atacante Bia, titular no jogo de estreia contra a Jamaica, deve dar espaço à Marta.

A atleta seis vezes eleita melhor jogadora do mundo, assim, vai reeditar a dupla de ataque com Cristiane, autora dos três gols na vitória sobre as jamaicanas.

Xô, fase ruim!

A seleção brasileira chegou para a disputa do Mundial Feminino da França com uma série de nove derrotas consecutivas. A vitória por 3 x 0 sobre a Jamaica na estreia serviu para diminuir a pressão sobre as jogadoras comandadas pelo técnico Vadão, mas o grande teste está marcado para hoje, às 13h, diante da Austrália, pela segunda rodada do Grupo C, em Montpellier.

O Brasil lidera o grupo com três pontos, ao lado da Itália, que derrotou a Austrália por 2 x 1. O jogo tem status de decisão, pois uma vitória praticamente garante a classificação do Brasil às oitavas de final, enquanto a derrota torna o prosseguimento na competição muito difícil. Jamaica e Itália vão se enfrentar amanhã, às 13h, no outro duelo da chave.

Retrospecto

Brasileiras e australianas têm se enfrentado com frequência nas últimas competições. Nos últimos cinco anos, foram nove jogos, com seis vitórias australianas. No Mundial de 2015, no Canadá, a vitória, por 1 x 0, foi da seleção da Oceania, nas oitavas de final. As brasileiras deram o troco nos Jogos Olímpicos disputado no Rio de Janeiro em 2016, ao conquistarem a vaga na semifinal na disputa por pênaltis (7 x 6), após empate sem gols no tempo normal.

Nos últimos três encontros, em amistosos, o time australiano saiu vitorioso em todos: 2 x 1, 3 x 2 e 2 x 1. “É um jogo gostoso, pois virou um clássico”, disse a meia Andressa Alves, jogadora do Barcelona desde 2017, que perdeu uma penalidade máxima na estreia.

Time delas

O destaque do time australiano é a capitã Sam Kerr, de 25 anos, que no ano passado disputou o prêmio da Bola de Ouro. Marta, eleita a melhor do mundo pela sexta vez, votou na australiana. Atuando na Liga Americana pela equipe de Chicago, Kerr conquistou a chuteira de ouro de artilheira. Foi dela o gol na derrota para a Itália.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade