Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Lindoso alfineta Tiago Nunes: ‘no futebol não tem mais espaço para isso’

O jogador não gostou das declarações do técnico do Athletico-PR, de que os gaúchos já teriam comprado chope para festejar o títul

Publicado

em

Advertisements

O retrospecto de 79% de aproveitamento no Beira-Rio é um dos trunfos do Internacional para o duelo de quarta-feira, às 21h30, diante do Athletico-PR na grande decisão da Copa do Brasil. O volante Rodrigo Lindoso afirmou, nesta segunda-feira, que o time gaúcho precisa ser cirúrgico para reverter a desvantagem de 1 a 0 no primeiro duelo em Curitiba, na semana passada.

“A gente fala muito em controlar esse tipo de ansiedade, mas a gente fica um pouco ansioso, né? A gente fala que não pode ultrapassar, mas fica um pouco. É um momento especial, único. Números no futebol falam muita coisa. Só que a gente tem que colocar em prática. É final. Não pode ter muitos erros e tem que ser cirúrgico para fazer nosso papel. Torcida, jogadores, é bem igual. É uma sintonia que tem que estar presente e graças a Deus tem sido assim”, afirmou Lindoso, em entrevista coletiva.

O jogador não gostou das declarações de Tiago Nunes, técnico do Athletico-PR, após a derrota de seu time para o Avaí, domingo, pelo Brasileiro, de que os gaúchos já teriam comprado chope para festejar o título.

“Fica até difícil de falar alguma coisa porque não vi a entrevista. Mas se aconteceu isso, creio que é uma forma irresponsável de falar e comprar ideias para jogadores. Futebol não cabe mais criar história para motivar (os jogadores). A maioria das famílias depende dos jogadores. Eu tenho minha motivação diária. Não preciso que invente história ou que fale algo que vai me motivar mais. Não tenho certeza, mas não posso ser leviano de confirmar algo que não vi. Mas no futebol não tem mais espaço para isso”, afirmou o meio-campista colorado.

O Inter busca um título nacional que não conquista desde a Copa do Brasil de 1992. A equipe gaúcha tem três troféus do Campeonato Brasileiro, obtidos em 1975, 1976 e 1979, quando ainda atuavam lendas como Falcão, Figueroa, Manga, Dario, Paulo Cesar Carpegiani, Jair e Batista.

O elenco colorado iniciou nesta tarde a sua preparação para o jogo de volta da decisão da Copa do Brasil. E vai fechá-la nesta terça, em atividade marcada para começar às 15h30. Pelo Brasileirão, o time voltará a jogar no domingo, quando terá pela frente a Chapecoense, às 11 horas, em novo duelo no Beira-Rio.


Você pode gostar
Publicidade