Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Jorge Jesus é apresentado e promete hegemonia do futebol brasileiro ao Flamengo

Jesus disse que conhece todo o elenco do Flamengo e que, em conjunto com a diretoria, indicou reforços para a sequência da temporada

Publicado

em

O técnico Jorge Jesus foi apresentado, nesta segunda-feira, no Ninho do Urubu, como novo comandante do Flamengo. Com data para estrear no banco de reservas – em 10 julho, ma Arena da Baixada, diante do Atlético-PR, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil – o português prometeu tornar o time carioca hegemônico no futebol brasileiro.

“Vamos esperar o que tenho feito sempre. Onde chego, apresento trabalho e revoluciono do ponto de vista de ter ideias diferentes. Vou apresentar meu trabalho que foi visto em duas das três maiores equipes de Portugal nos últimos dez anos. Quando cheguei ao Benfica, há tempo não ganhava nada e agora tem a hegemonia no país. É o que vim fazer no Flamengo”, disse.

Jesus disse que conhece todo o elenco do Flamengo e que, em conjunto com a diretoria, indicou reforços para a sequência da temporada. “Não vi o Flamengo a partir do momento que me convidaram, eu vejo todos os jogos do futebol brasileiro em minha casa. Não conheço tão bem os jogadores como o Marcelo (Salles, técnico interino após a saída de Abel Braga), mas vou conhecer. Quando conversamos, já tinha posições que pensavam ser importante contratar e concordei. Acrescentei mais uma ou duas e estamos em sintonia. Sinto das pessoas que estão no Flamengo uma vontade muito grande e uma paixão muito grande em ajudar.”

O técnico aproveitou para fazer uma análise do que viu no Fla-Flu de domingo, no Maracanã, que terminou empatado em 0 a 0. Antes, ele havia visto a derrota por 1 a 0 para o Atlético Mineiro, em Belo Horizonte, ainda que naquele momento não tivesse qualquer vínculo com o clube carioca.

“Este foi o segundo jogo que vi ao vivo do Flamengo in loco. Dois jogos completamente distintos, mas no domingo vi uma equipe um pouco ansiosa. Mas isso é normal. Vi um Fluminense com outras opções e outras formas de olhar para o jogo não pela vitória, mas para não perder. Isso complicou para o Flamengo. Isso aconteceu com o Marcelo (Salles) e poderia acontecer para mim.”

Sobre possíveis alterações que vai fazer na equipe para depois da Copa América, o técnico preferiu não adiantar nenhuma novidade. “Temos 20 dias para apresentar o trabalho, mostrar aos jogadores nossas ideias, nossos conceitos. Não há novidade. Estou habituado a trabalhar com jogadores brasileiros, são ótimos profissionais e essa é uma das grandes paixões. Quero crescer com eles e melhorar não só resultados, mas a qualidade do jogo do Flamengo.”

Além disso, Jesus disse que não vai fazer grandes mudanças táticas na equipe, mas pretende colocar em prática variações durante os jogos. “Para apresentar uma ideia de jogo, tenho que falar em várias vertentes do jogo, táticas. Tenho um conceito, mas antes de qualquer coisa a evolução do futebol não é ter uma maneira de jogo, mas ter muitas ideias. Essa é a evolução do mundo do futebol. Me arrisco a dizer que não vou fugir muito do que o Flamengo tem feito. Claro que teremos variantes, vou jogar com um primeiro e um segundo centroavante. Isso que vou apresentar ao Flamengo. Mas tem muitas variantes defensivas e ofensivas.”

O ex-treinador de Sporting e Benfica explicou o motivo pelo qual assinou contrato de apenas um ano. “Normalmente faço isso. A partir do momento que saio do meu país, e é minha segunda experiência fora de Portugal. Na Arábia, foi a mesma coisa. A direção queria fazer quatro anos e eu disse que não. Depois, se eu me adaptar e estiverem satisfeitos renovamos. Ninguém fica dependente de ninguém.”

O técnico também comentou a análise positiva de Zico e Julio Cesar Uri Geller pela sua contratação. “Com respeito ao Zico, sei que é o grande ídolo do Mengão. Conversamos quando ele esteve no Sporting, é um amigo que eu tenho. Quando se fala do Flamengo, eu ouvia falar do Júnior, do Leandro, e o Zico caracterizava o clube para Portugal.”

Após ser apresentado, Jesus viajará nesta terça-feira para Portugal, não acompanhando in loco o duelo com o CSA, quarta-feira, em Brasília, pela oitava rodada do Brasileirão. O treinador iniciará seu trabalho no dia 20, quando o elenco se reapresentará depois de período de folga.

 

Estadão Conteúdo


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade