Menu
Torcida

Ituano demite técnico Marcinho Freitas após eliminação na 1ª fase da Copa do Brasil

Em nota, o Ituano reforçou que a troca de comando não é o perfil do clube, mas os resultados negativos levaram à decisão.

Redação Jornal de Brasília

23/02/2024 16h17

Foto: Reprodução

O Ituano demitiu o técnico Marcinho Freitas nesta sexta-feira. Pressionado no Paulistão, em que luta contra o rebaixamento, o clube da cidade de Itu ainda foi eliminado na primeira fase da Copa do Brasil nesta semana, agravando a crise. Em nota, o Ituano reforçou que a troca de comando não é o perfil do clube, mas os resultados negativos levaram à decisão.

“Comunicamos a saída do técnico Márcio Freitas do comando do Ituano. Este não é o perfil da nossa gestão. Tanto que em 10 anos do Paulista, esta é a 4ª vez que ocorre uma mudança no comando. Infelizmente, pela sequência de resultados negativos, tivemos que tomar esta decisão”, informou o Ituano.

Marcinho Freitas, de 42 anos, estava no Ituano desde 2023, ano em que fez 30 jogos, em sua estreia como técnico profissional. Antes, foi técnico das categorias de base do próprio Ituano e auxiliar do Red Bull Bragantino. Nesta temporada, foram apenas dez jogos, com uma vitória, três empates e seis derrotas, um aproveitamento de apenas 18%.

A decisão foi tomada após a eliminação na Copa do Brasil. Na última quarta-feira, o Ituano, que tinha a vantagem do empate para avançar, foi derrotado pelo São Luiz-RS por 2 a 1, fora de casa, e se despediu da competição. Com isso, perdeu no mínimo R$ 1,47 milhão em premiação.

Esse, porém, foi apenas mais um episódio da crise do Ituano. No Paulistão, tem apenas uma vitória, ainda na segunda rodada, além de três empates e cinco derrotas. Marcou apenas três gols, o pior ataque da competição, e sofreu 13, a segunda pior defesa.

Com isso, tem seis pontos em terceiro do Grupo A, que ainda conta com Santos (19), Portuguesa (7) e Santo André (4). O Ituano vive situação incomum. Como os adversários também não deslancharam, ainda tem chances reais de classificação na chave. Mas, na classificação geral, que define os dois rebaixados, ocupa a 14ª e antepenúltima posição, à frente apenas de Guarani (5) e Santo André.

Há cerca de dez dias, a pressão pela demissão de Marcinho Freitas já era grande, mas o Ituano soltou nota oficial, assinada pelo gestor Juninho Paulista, bancando o treinador. Ele apostou em um projeto a longo prazo e pediu tempo para que o “DNA ofensivo” fosse implementado.

Após a Copa do Brasil, o Ituano volta a se concentrar na luta pela permanência na elite do Campeonato Paulista. O time volta a campo neste sábado, às 16h, quando recebe o Bragantino no estádio Novelli Júnior, em Itu, pela 10ª e antepenúltima rodada. Depois, ainda encara a Inter de Limeira, fora de casa, e o São Paulo, em casa.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado