Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Torcida

Isaquias Queiroz e Jacky Godman ficam em 4º na canoagem C2

Para Tóquio, a dupla do país teve que ser adaptada. Como Erlon não se recuperou de uma lesão no quadril, Jacky foi chamado para o seu lugar no barco

Germany’s Sebastien Brendel (L) and Germany’s Tim Hecker compete in the men’s canoe double 1000m semi-final during the Tokyo 2020 Olympic Games at Sea Forest Waterway in Tokyo on August 3, 2021. (Photo by Luis ACOSTA / AFP)

FOLHAPRESS

A primeira chance de medalha para a canoagem velocidade brasileira em Tóquio-2020 não foi aproveitada. Nesta segunda-feira (2), Isaquias Queiroz e Jacky Godmann ficaram fora do pódio na prova C2 1.000, disputada em canoas para duas pessoas -acabaram na quarta posição.

O ouro ficou com Cuba (Fernando Enriquez e Seguey Madrigal), que bateu o recorde olímpico da prova; a prata ficou com a China (Pengfei Zhang e Hao Liu), que liderou boa parte da decisão, e o bronze, com a Alemanha (Tim Hecker e Sebastian Brendel).

No Rio de Janeiro, Isaquias levou a medalha de prata nessa prova ao lado de Erlon Souza. O canoísta de 27 anos conquistou também a prata no C1 1.000 m e o bronze no C1 200 m, tornando-se o primeiro brasileiro com três pódios numa mesma edição olímpica.

Para Tóquio, a dupla do país teve que ser adaptada. Como Erlon não se recuperou de uma lesão no quadril, Jacky foi chamado para o seu lugar no barco. A decisão foi confirmada no início de julho.






Você pode gostar