Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Fernando Diniz não é mais técnico do Fluminense

Treinador deixa o comando da equipe após derrota em casa para o CSA. Números são ruins: time tem segunda defesa mais vazada do Brasileirão

Publicado

em

Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

Willian Matos
[email protected]

A chamada “dança das cadeiras” que assombra os técnicos dos clubes brasileiros fez mais uma vítima nesta segunda-feira (19). Após ser derrotado pelo CSA em casa no domingo (18), o Fluminense decidiu demitir o técnico Fernando Diniz.

O auxiliar técnico Marcão assume o clube interinamente até a chegada de um novo comandante. O time tem uma decisão na próxima quinta-feira (22), quando enfrenta o Corinthians pelas quartas de final da Copa Sul-Americana.

O tricolor carioca publicou a decisão nas redes sociais. Confira: 

Retrospecto

Fernando Diniz cai do comando do Flu após anotar a nona derrota em 15 jogos. Com o revés para o CSA em pleno Maracanã, o clube das Laranjeiras entrou na zona de rebaixamento.

Em 2019, o treinador esteve à frente da equipe por 44 jogos, venceu 18, empatou 11 e perdeu 15. O Tricolor marcou 71 gols e sofreu 48, tendo 49,2% de aproveitamento. Ele deixa o Fluminense no 18º lugar na tabela do Brasileirão, com 12 pontos e a segunda pior defesa do torneio, atrás apenas da Chapecoense.


Você pode gostar
Publicidade