fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Empate polêmico entre Grêmio e Chapecoense tem seis gols

O resultado frustra os planos gremistas de subir na tabela de classificação antes de iniciar mais uma maratona de jogos pelas três competições que disputa

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Em uma partida cheio de alternativas, belos gols e polêmica no final com o VAR, Grêmio e Chapecoense empataram por 3 a 3, nesta segunda-feira, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, pela 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado frustra os planos gremistas de subir na tabela de classificação antes de iniciar mais uma maratona de jogos pelas três competições que disputa – as outras são a Copa do Brasil e a Copa Libertadores.

Agora com 17 pontos, o Grêmio ocupa a 13.ª colocação, mais distante dos seis primeiros, que se classificam à próxima edição da Libertadores. O Internacional, em sexto lugar, soma 20, mas entre os rivais gaúchos estão três clubes com um jogo a menos no Brasileirão – Corinthians, Athletico-PR e Goiás.

Mais abaixo na tabela de classificação, a Chapecoense ganhou uma posição, porém segue na zona de rebaixamento. Com 10 pontos, o time catarinense subiu para o 17.º lugar e passou o Cruzeiro, que tem a mesma pontuação, mas com menos saldo de gols (-11 a -9). O primeiro fora da degola é Fluminense, com 12.

Com o frio de 14ºC na hora do início da partida, os jogadores foram “obrigados” a correr e protagonizaram um primeiro tempo frenético. Com 11 minutos de bola rolando, o duelo já estava empatado por 1 a 1. Aos oito, Pedro Geromel ganhou de cabeça na área, depois de escanteio da direita, e abriu o placar. Mas a reação da Chapecoense veio pouco tempo depois em um belo gol de Everaldo após passar pelos zagueiros gremistas, com direito a “caneta” em Kannemann, e chutar forte na saída de Paulo Victor.

Com movimentação no ataque, o Grêmio tentava furar a defesa catarinense e foi em um chute de fora da área que saiu o segundo gol. Aos 25 minutos, Everton saiu da esquerda para o meio, recebeu de Maicon, ajeitou e bateu forte e rasteiro no canto esquerdo de Tiepo, que falhou no lance. Só que a Chapecoense não se abateu e foi buscar uma nova igualdade, aos 33, com Gustavo Campanharo se antecipando a Leonardo na área e marcando de cabeça.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na volta do intervalo, o Grêmio não mostrou força para vencer a defesa rival. A torcida já começava a vaiar o time quando a Chapecoense conseguiu virar o placar. Aos 17 minutos, Augusto recebeu de Márcio Araújo e, da direita, cruzou na medida para o atacante Arthur Gomes mandar para a rede de cabeça, no canto direito de Paulo Victor.

O gol catarinense foi a deixa para o técnico Renato Gaúcho mudar radicalmente a postura do Grêmio com três substituições no ataque. Entraram Diego Tardelli, Luan e Pepê e, a partir daí, a pressão foi enorme. Aos 35 minutos saiu o empate com Tardelli em uma cabeçada. Na sequência, Everton quase fez um golaço, mas a bola bateu no travessão e Tiepo fez uma grande defesa em cabeçada à queima-roupa de Tardelli.

A polêmica veio nos acréscimos. Kannemann se enroscou com Maurício Ramos dentro da área e o árbitro mineiro Felipe Fernandes de Lima deu pênalti. Após consultar o VAR, ele anulou a marcação para desespero dos gremistas, especialmente o zagueiro argentino e Renato Gaúcho.

Grêmio e Chapecoense entram em campo novamente neste sábado. Às 17 horas, o clube catarinense enfrenta o Ceará, na Arena Castelão, em Fortaleza. Um pouco mais tarde, às 19 horas, o time tricolor estará no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, para o duelo contra o Flamengo.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 3 x 3 CHAPECOENSE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

GRÊMIO – Paulo Victor; Leonardo, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez (Luan); Maicon, Matheus Henrique e Jean Pyerre (Diego Tardelli); Alisson (Pepê), Everton e André. Técnico: Renato Gaúcho.

CHAPECOENSE – Tiepo; Eduardo, Gum, Maurício Ramos e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Gustavo Campanharo (Tharlis), Augusto (Amaral) e Camilo; Arthur Gomes (Renato Kayzer) e Everaldo. Técnico: Emerson Cris.

GOLS – Pedro Geromel, aos 8, Everaldo, aos 11, Everton, aos 26, e Gustavo Campanharo, aos 33 minutos do primeiro tempo; Arthur Gomes, aos 14, e Diego Tardelli, aos 35 minutos do segundo tempo

CARTÕES AMARELOS – Pedro Geromel, Maicon, Kannemann e Alisson (Grêmio); Arthur Gomes, Régis (no banco de reservas) e Everaldo (Chapecoense).

ÁRBITRO – Felipe Fernandes de Lima (MG).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

RENDA – R$ 410.854,00.

HORÁRIO – 13.418 pagantes (15.171 no total).

LOCAL – Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade