Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Torcida

Brasiliense é Campeão da Copa Verde

O Jacaré é o segundo clube do DF que levanta a taça da copa nacional, e assegura vaga direta à terceira fase da Copa do Brasil de 2021

O Brasiliense foi ao estádio Mangueirão, em Belém, e conquistou a Copa Verde 2020, na tarde desta quarta-feira (24). O jogo de volta da final contra o Remo, terminou em 2×1 para o time da casa, empatando a disputa em 3 x 3 no placar agregado. O time candango havia vencido a primeira partida pelo mesmo resultado, e na disputa de penalidades, viu o lateral adversário, Wellington Silva, isolar a bola na última cobrança. Resultado final, 6×5 para o Jacaré.

Com bola rolando, o Brasiliense foi pressionado pelo Remo e sofreu o revés. Nos pênaltis, Sucuri brilhou assim como no tempo normal e ajudou a encaminhar a conquista inédita a favor do Distrito Federal.

Com a taça em mãos, o Jacaré assegura vaga direta à terceira fase da Copa do Brasil de 2021, o que garante uma premiação de R$ 1,5 milhão.

O jogo

A chuva que atingiu Belém, capital do Pará, horas antes do encontro, tornou gramado do estádio Mangueirão pesado, dificultando a troca de passes das equipes. Mas, com 10 minutos, foi o Remo que deu a primeira estocada.

Os defensores do Brasiliense cortaram mal uma enfiada no meio da defesa, e como consequência, a bola sobrou para Hélio, que, de frente para o gol, viu Sucuri crescer no lance e efetuar ótima defesa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No entanto, 15 minutos depois, aos 25′, o camisa 1 nada pode fazer. Em cobrança de falta que cortou a grande área, Fredson subiu mais alto que a defesa amarela para abrir o placar – 1×0 Remo.

Os donos da casa seguiram pressionando a saída de bola do Brasiliense. Dessa forma, o Jacaré apresentou dificuldade em avançar no campo de ataque.

A primeira grande chance do Brasiliense no jogo veio somente aos 42′. Balotelli lançou para Zé Love, o centroavante dominou e finalizou prensado na defesa. Mesmo assim, a bola passou rente a trave paraense.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na reta final da primeira etapa, os donos da casa chegaram mais uma vez. Aos 45′, Wellington Silva escapou pela direita e cruzou. A defesa do Brasiliense falhou no corte e deixou Augusto livre na pequena área. O meia finalizou em cima de Sucuri, que salvou o Jacaré novamente.

Segundo tempo

A segunda etapa trouxe um Brasiliense diferente na partida e a recompensa pela nova postura veio logo nos primeiros minutos. Aos 4′, Diogo escapou em velocidade pela direita e cruzou na cabeça de Zé Love, que testou para dentro do gol – 1×1.

Mas o que parecia encaminhar a partida a favor do controle amarelo, mudou drasticamente aos 14 minutos. Quando Balotelli foi advertido com o segundo cartão amarelo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na cobrança que falta que originou a expulsão, o Leão chegou ao segundo gol. Gedoz alçou na área, a bola raspou em Fredson no primeiro pau e sobrou com Rafael Jansen no segundo, que chutou para estufar o barbante – 2×1 Remo.

Em jogada individual pela esquerda, Dioguinho recebeu dentro da área de costas para o gol, fez o giro e soltou uma bomba no travessão. Logo em seguida, Tiago Miranda finalizou e Sucuri espalmou mais uma vez.

Aos 48′, Romarinho puxou contra-ataque e cruzou na área para Jefferson Maranhão, que desperdiçou a oportunidade de decidir a partida.

Na marca da cal

No sorteio, o Brasiliense foi escolhido para abrir as cobranças. Peu fez a primeira. Gedoz empatou. Aldo bateu forte no canto e fez – 2×1 Brasiliense.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para a segunda cobrança paraense, Lucas Siqueira foi para a bola, porém Sucuri interviu. Na terceira do Jacaré, Sandy perdeu. Na terceira cobrança, Lailson empatou a série. Jefferson Maranhão também converteu, assim como Wallace – 3×3.

A última cobrança antes da série alternada Romarinho não desperdiçou. Rafael Jansen também bateu e fez – 4×4.

Diogo abriu as alternadas colocando o Brasiliense na frente. Pelo Remo, Wellington Silva perdeu, decretando o primeiro título da história do Brasiliense na Copa Verde.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

FICHA TÉCNICA

REMO x BRASILIENSE

Copa Verde 2020 – Final – Partida de volta
Estádio Mangueirão, Belém-PA, 24/02/2021, 16h

Árbitro: Jefferson Moraes (GO)
Assistentes: Cristian Passos e Leone Rocha (GO)
Quarto árbitro: Andrey Silva (PA)
Analista de campo: Lucio Ipojucan (PA)
Árbitro de vídeo: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes de vídeo: Antonio Dib (PI) e Edson Antonio de Sousa (GO)
Observador de VAR: Marcos Andre Gomes da Penha (ES)

Remo-PA

Vinícius; Wellington Silva, Fredson, Rafael Jansen e Marlon; Pingo, Lucas Siqueira e Felipe Gedoz; Hélio, Wallace e Augusto.
Técnico: Paulo Bonamigo

Gols: Fredson (25′-1t) e Jansen (15′-2t)
Cartão amarelo:
Cartão vermelho:

Brasiliense

Edmar Sucuri; Diogo, Badhuga, Keynan e Balotelli; Aldo, Sandy, Maicon Assis (Romarinho) e Zotti (Gustavo); Luquinhas (Peu) e Zé Love (Jefferson Maranhão)
Técnico: Vilson Tadei

Gols: Zé Love (4′-2t)
Cartão amarelo: Badhuga (2), Balotelli, Zé Love
Cartão vermelho: Balotelli






Você pode gostar