fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Saúde

Empresa doa 21 equipamentos para acelerar testagem contra covid-19 no Brasil

Os equipamentos trazem mais rapidez na testagem da doença e cada um tem a capacidade de processar 96 amostras em uma hora

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O Ministério da Saúde recebeu, por meio de doação feita pelo programa Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade, da JBS, 21 extratores de RNA e 62 kits de extração, que serão destinados aos Laboratórios Centrais de Saúde Pública (Lacen) de diversos estados, como o Distrito Federal.

Os equipamentos trazem mais rapidez na testagem da doença e cada um tem a capacidade de processar 96 amostras em uma hora. Após a pandemia, o extrator de RNA pode ser utilizado para diagnosticar doenças virais como influenza, HPV, vírus da hepatite B e C entre outras, deixando um legado permanente para a população.

O Lacen das 21 unidades da federação beneficiados começam a receber os equipamentos e os kits de testagem já neste mês. São eles: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírio Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo, Tocantins e Distrito Federal.

Por meio do programa social Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade, a JBS destinou R$ 400 milhões em doações para o enfrentamento da pandemia no País. Desse total, R$ 50 milhões para a área científica, R$ 330 milhões para a saúde pública; e outros R$ 20 milhões para projetos sociais. Foram beneficiados mais de 290 municípios com as ações realizadas pela Companhia em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade