fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Reputação, Compliance e Leis Anticorrupção

Local de trabalho, refúgio de civilidade

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O ambiente de trabalho é determinante para o bom desempenho das corporações. Não é raro ouvir conversas onde pessoas citam que o “clima está ruim” no escritório. Exatamente por conta disso que o resultado da pesquisa Civilidade na América (Civility in America), realizada por Weber Shandwick e Powell Tate, em parceria com a KRC Research, me surpreendeu no quesito “refúgio de civilidade”. Cerca de nove em cada 10 americanos empregados (86%) disseram que seu local de trabalho é um lugar civilizado.

Esta pesquisa é feita em nos Estados Unidos, anualmente, desde 2010. Não obstante o fato de os americanos continuarem a apontar a existência de um grave déficit de civilidade no país, o maior desde que a pesquisa começou – 69% dos entrevistados –, a boa notícia é que os locais de trabalho se tornaram o grande refúgio de civilidade da sociedade americana. Considerando que um quarto dos americanos abandonou o emprego por causa da incivilidade, o nível de civilidade relatado atualmente é muito alto.

Mas quando vamos nos aprofundando na pesquisa, descobrimos que os líderes ainda têm muito o que aprender com a equipe. Quase três quartos dos americanos que trabalham com outros (73%) dizem que seus colegas de trabalho são sempre, ou geralmente, civilizados. No entanto, muito menos (57%) consideram como civilizado o seu líder. Na verdade, apenas um quarto (27%) concorda que os líderes de seus locais de trabalho são mais civilizados que o colega de trabalho.

Quando partimos para a conscientização da necessidade de seguir regras rígidas de compliance, os grandes porta-vozes são exatamente esses líderes, cuja avaliação ficou aquém do ideal. O componente humano é um dos fatores determinantes para a efetividade da aplicação. 40% dos entrevistados disseram que deixaram de colaborar com a companhia em situações-chave, depois de expostos a situações internas de incivilidade. O convencimento, que gera adesão, precisa sair de alguém “civilizado”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A incivilidade no trabalho prejudica os negócios. Existem inúmeros efeitos colaterais que têm impacto financeiro direto nas empresas. Mesmo que exista uma motivação financeira para que a pessoa se mantenha civilizada no trabalho, acredito que esse seja o ambiente ideal para estimular as pessoas a terem posturas civilizadas na vida pessoal. 38% dos entrevistados querem que os empregadores sejam responsáveis pela eliminação da incivilidade no local de trabalho. Ou seja, os empregadores estão com a responsabilidade de melhorar a civilidade na sociedade.

Para ajudar as lideranças a fazerem este caminho, a pesquisa mostrou o que os entrevistados consideraram os grandes focos de incivilidade: nossas ações online e comentários vindos de políticos e líderes. Metade de toda a incivilidade é encontrada nos motores de busca e nas mídias sociais. O que pode parecer civilizado para o autor, pode ser considerado muito incivilizado para outros. E a maioria dos entrevistados diz que comentários incivilizados por parte de políticos e outros líderes incentivam ainda mais a incivilidade (79%).

  • Você pode contatar a colunista pelo e-mail andreia@emporio.inf.br

Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade