fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Promoções

Transamérica toca Rumores

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O rádio brasiliense voltará a dar valor à música feita na capital. Estréia, às 16h de amanhã, o programa Som do Cerrado, na Transamérica FM (100,1). Com duas dominicais, a nova atração do dial candango nasceu para reforçar a qualidade dos artistas locais.

“Desde que a Rádio Cultura mudou de programação, o antigo público migrou para outras rádios. O de MPB ouve agora a Câmara, Senado e Nova Brasil; o público de rock tem como única opção o Cult 22, ainda na Cultura FM”, diz Tenisson Ottoni, produtor e apresentador do novo programa, que contará com o apoio do staff local da rádio Transamérica. “Mas o Som do Cerrado não será restrito ao rock brasiliense, tocaremos várias vertentes. A intenção da rádio é, também, promover um show por mês, independentemente do estilo”, completa.

Dentre as atrações do Som do Cerrado, Tenisson destaca o quadro Gravado ao Vivo, quando uma banda entra no estúdio e tem 40 minutos para apresentar suas canções e bater papo com os apresentadores. Na seção Baú, o programa contará histórias de eventos representativos da história da música da capital. Há ainda notícias e agenda com as boas pedidas musicais para a semana.

A Brazilian Blues Band tem a missão de estrear o Gravado ao Vivo, e, no Baú, haverá uma entrevista com José Fernandez e Isnaldo Júnior, produtores da seminal coletânea Rumores, que tinha entre os sulcos de seu vinil bandas como Escola de Escândalos, Finis Africae, Elite Sofisticada e Detrito Federal. Nas próximas edições, a banda 10zer04 e a cantora Indiana serão os convidados para tocar ao vivo e decretar o ecletismo do novo programa.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Promoções

Transamérica toca Rumores

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O rádio brasiliense voltará a dar valor à música feita na capital. Estréia, às 16h de amanhã, o programa Som do Cerrado, na Transamérica FM (100,1). Com duas dominicais, a nova atração do dial candango nasceu para reforçar a qualidade dos artistas locais.

“Desde que a Rádio Cultura mudou de programação, o antigo público migrou para outras rádios. O de MPB ouve agora a Câmara, Senado e Nova Brasil; o público de rock tem como única opção o Cult 22, ainda na Cultura FM”, diz Tenisson Ottoni, produtor e apresentador do novo programa, que contará com o apoio do staff local da rádio Transamérica. “Mas o Som do Cerrado não será restrito ao rock brasiliense, tocaremos várias vertentes. A intenção da rádio é, também, promover um show por mês, independentemente do estilo”, completa.

Dentre as atrações do Som do Cerrado, Tenisson destaca o quadro Gravado ao Vivo, quando uma banda entra no estúdio e tem 40 minutos para apresentar suas canções e bater papo com os apresentadores. Na seção Baú, o programa contará histórias de eventos representativos da história da música da capital. Há ainda notícias e agenda com as boas pedidas musicais para a semana.

A Brazilian Blues Band tem a missão de estrear o Gravado ao Vivo, e, no Baú, haverá uma entrevista com José Fernandez e Isnaldo Júnior, produtores da seminal coletânea Rumores, que tinha entre os sulcos de seu vinil bandas como Escola de Escândalos, Finis Africae, Elite Sofisticada e Detrito Federal. Nas próximas edições, a banda 10zer04 e a cantora Indiana serão os convidados para tocar ao vivo e decretar o ecletismo do novo programa.


Leia também
Publicidade