fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Weintraub vai à sede da PF em Brasília para depor

Weintraub fez insinuações, em seu Twitter, de que a China poderia se beneficiar, de propósito, da crise mundial causada pelo novo coronavírus

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi até a sede da Polícia Federal (PF) em Brasília, na tarde desta quinta-feira (4), para depor no inquérito que apura suposto crime de racismo cometido por ele em suas redes sociais. Ele chegou na PF por volta de 14h40 e deixou o local às 15h10. 

Segundo a GloboNews, Weintraub entregou o depoimento por escrito e, por isso, não respondeu a perguntas. Em maio, ele optou por ficar calado durante depoimento relacionado à reunião ministerial de 22 de abril.

Weintraub fez insinuações, em seu Twitter, de que a China poderia se beneficiar, de propósito, da crise mundial causada pelo novo coronavírus e, logo em seguida, apagou o texto. Dias depois, Weintraub afirmou que poderia pedir perdão pela publicação caso a China se comprometesse a fornecer respiradores ao Brasil.

O depoimento foi determinado pelo ministro relator do caso no Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade