fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Vídeo: DJ e influenciadora expõe mensagens de Bia Doria

Pietra Bertolazzi usou o perfil nas redes sociais para expor uma conversa que teve com Bia Doria, a primeira-dama do estado de São Paulo

Avatar

Publicado

em

Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

A DJ Pietra Bertolazzi usou o seu perfil nas redes sociais para expor uma conversa que teve com Bia Doria, a primeira-dama do estado de São Paulo, pelo Whatsapp.
A discussão das duas ocorre em meio a questionamentos sobre a viagem dela com o governador Joao Doaria a Miami, durante a pandemia, no momento em que o governador decretou que o estado voltaria à fase vermelha.
Na legenda da publicação, Bertolazzi descreve a conversa com ironia. “Recebi algumas mensagens bizarras hoje da primeira-dama de Sao Paulo. Acho que ela nao gostou de ter tido que voltar para o Brasil. Dica para quem nao quer usar mascara na ‘pandimia’: diga que estava tomando um cafezinho, afinal voce teve um ano duro implementando uma ditadura no seu estado”, escreveu a Dj.
Em um dos trechos do áudio, Bia Doria explica a DJ porque estava sem máscara. “Trabalhamos o ano inteiro enquanto você estava na sua casa fazendo quarentena, nós estávamos no front garantindo que você tenha saúde e vacina, e você aproveita o momento em que João tá tomando um cafezinho e manda alguém fazer uma foto. Você é uma vigarista”, disse a primeira-dama.
Logo depois, elas discutiram sobre os efeitos do fechamento do comércio no estado. Bia respondeu: “Tem pessoas que perderam emprego como você porque são dissimuladas. Quem quis trabalhar, se reinventou. E isso não é culpa do governador, é culpa do vírus que veio de fora. Só uma pessoa ignorante não percebe isso. Você é uma ignorante”.
Uma outra parte da conversa foi exposta, em que Bia Doria diz que suspenderia carta em que ajuda a DJ a conseguir a guarda da filha. A influenciadora responde: “Já fiz acordo com o pai da minha filha. Não precisei usar a sua carta. Muito obrigada de qualquer forma”.

Veja a conversa:

Em vídeo publicado na quinta-feira (24) nas suas redes sociais, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que errou ao ter viajado na terça (22) a Miami, nos Estados Unidos, e pediu desculpas.
Doria cancelou a licença de 10 dias que havia tirado e anunciou seu retorno ao Brasil nesta quarta (23), em meio à repercussão negativa pela viagem e ao anúncio de que seu vice, Rodrigo Garcia (DEM), havia contraído Covid-19.
O tucano negou que tivesse ido a Miami para fugir de restrições anunciadas pelo seu governo para barrar o avanço do coronavírus em território paulista. Todas as regiões do estado ficarão na fase vermelha, que prevê o funcionamento apenas de serviços essenciais, durante os dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2 e 3 de janeiro.
Segundo Doria, ele e a esposa, Bia Doria, foram a Miami para participar de duas conferências para as quais haviam sido convidados meses antes. Sua volta, disse, se deu em razão da doença do vice.

Estadão Conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade