Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Rollemberg monta gabinete de crise e negocia liberação de combustível ao DF

Publicado

em

Francisco Dutra
[email protected]

O Governo de Brasília montou um gabinete de crise com objetivo de minimizar os impactos da greve dos caminhoneiros na prestação dos serviços públicos na cidade. A categoria detonou uma paralisação geral para forçar a queda dos impostos sobre o diesel, na segunda-feira (21). Na manhã desta quinta (24), representantes da Casa Civil entraram em consenso com motoristas para a liberação de cinco carretas de combustível.

A questão prioritária da gestão Rollemberg (PSB) é a manutenção dos serviços de ônibus, saúde e segurança pública. Na tarde desta quinta-feira (24), o governador mobilizou todo o primeiro escalão do Buriti para fazer um raio-x do problema e planejar medidas para conter os prejuízos. Segundo o secretário da Casa Civil, Sérgio Sampaio, a primeira linha de ação é a negociação com os caminhoneiros para a liberação do abastecimento de combustíveis para setores prioritários.

“Nós já conseguimos liberar alguns caminhões, fruto dessa negociação. O governo está muito comprometido com isso. E esperamos contar, obviamente, com o bom senso de todos. Porque o movimento não pode ir ao ponto de impactar de forma decisiva na vida das pessoas”, ponderou Sampaio. Inicialmente, os caminhões já liberados irão abastecer viaturas de segurança, ambulâncias e bombeiros.

Por enquanto, a possibilidade de implantação de ponto facultativo para os servidores do GDF ainda não está na mesa.


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

    Charge
Publicidade