fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Inauguração de aeroporto na BA acirra queda de braço entre Bolsonaro e Rui Costa

O embate entre os chefes do Executivo federal e baiano se dá na esteira da polêmica causada pela fala de Bolsonaro sobre os nordestinos

Lindauro Gomes

Publicado

em

PUBLICIDADE

O presidente da República, Jair Bolsonaro, usou sua conta pessoal no Twitter, na manhã desta terça-feira, 23, para classificar de “lamentável” a decisão do governador da Bahia, Rui Costa (PT), de não autorizar a presença da Polícia Militar para a sua segurança e a dos convidados que irão participar, às 11h de hoje, da inauguração do aeroporto Glauber Rocha, na cidade de Vitória da Conquista.

Distante cerca de 500 quilômetros de Salvador, o terminal será inaugurado por Bolsonaro, mas não contará com a presença do governador do Estado.

Em entrevista à rádio Metrópole, da Bahia, também nesta manhã, o governador rebateu o Twitter do presidente da República “Eu não posso colocar policiais militares para espancar o povo baiano, que quer conhecer o aeroporto”. E continuou: “Quem é impopular e tem medo de ir para as ruas, fica no seu gabinete. Que as forças federais cuidem do presidente. Ele não confia no Exército? Ele foi do Exército e não confia no Exército?”, questionou.

O embate entre os chefes do Executivo federal e baiano se dá na esteira da polêmica causada pela fala de Bolsonaro sobre os nordestinos, na última sexta-feira, 19, quando os classificou pejorativamente de “paraíbas”. Em vídeo divulgado nas redes sociais, Rui Costa diz que tem profundo orgulho de ser nordestino.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda no vídeo, Costa diz que “exercitando a boa educação que aprendeu”, convidou o atual governo federal a estar presente nesta grande festa de inauguração do Aeroporto Glauber Rocha. “Infelizmente, confundiram a boa educação com covardia e, desde então, temos presenciado agressões ao povo do Nordeste e ao povo da Bahia.”

Na rede social, o post do presidente foi rebatido pelo deputado federal Waldenor Pereira (PT-BA). Segundo ele, Bolsonaro “precisa conhecer o nome do aeroporto, que é Glauber Rocha, cineasta baiano, grande combatente do fascismo e populismo que você representa. As baianas e baianos não deixarão você manchar sua memória”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já o deputado Helder Salomão (PT-ES), afirmou que Bolsonaro evitará contato com nordestinos no evento e que a filha de Glauber Rocha, homenageado com o nome do aeroporto, não comparecerá à inauguração por conta da presença do presidente.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade