Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Hackers serão ouvidos por Vallisney em audiência fechada

O magistrado indicou que a continuidade das investigações seria necessária por conta das informações dadas pelos investigados nos interrogatórios

Publicado

em

Os quatro presos na Operação Spoofing sob suspeita de terem invadido celulares de centenas de autoridades, entre elas o ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) e o procurador da Lava Jato Deltan Dallagnol, serão ouvidos na próxima quarta-feira, 30, em uma audiência de custódia em sigilo com o juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal. O encontro está marcado para às 10h.

Na sexta feira, 26, o magistrado determinou a prorrogação da prisão temporária de Walter Delgatti Neto, o “Vermelho”, Danilo Cristiano Marques, Gustavo Henrique Elias Santos e Suelen Priscila de Oliveiras. Os quatro estão detidos desde a última terça-feira, 23.

Em sua decisão, o magistrado indicou que a continuidade das investigações seria necessária por conta das informações dadas pelos investigados nos interrogatórios. Em depoimento à PF revelado pela GloboNews, Walter confessou o crime.

O magistrado apontou ainda que se soltos, os investigados poderiam “apagar provas”, “fazer contato com outros envolvidos” e “prejudicar o inquérito policial de algum modo”.

Vallisney também destacou que a investigação ainda dependia de trabalho técnico pericial que demandaria mais alguns dias para ser concluído. A previsão é que nesta Segunda-feira, 29, a PF, por meio do Instituto Nacional de Criminalística, finalize as análises dos equipamentos de informática apreendidos na casa de Delgatti.

 

Estadão Conteúdo


Você pode gostar
Publicidade