fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Governo Federal anuncia exoneração de Otávio Rêgo Barros do cargo de porta-voz

Exoneração ocorre após a extinção do cargo de porta-voz da Presidência da República

Avatar

Publicado

em

Foto: José Dias/Presidência/Divulgação
PUBLICIDADE

O general Otávio Rêgo Barros foi exonerado do cargo de porta-voz da Presidência da República, que ocupava desde 2019, quando passou para a reserva. O ato foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (7) e é assinado pelo  ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto.

O Governo Federal já havia anunciado, em agosto, que pretendia dar fim à função de porta-voz. Rêgo Barros foi o único a ocupar o cargo durante o governo do presidente Jair Bolsonaro. Ele também é ex-chefe do Centro de Comunicação Social do Exército e já foi um dos principais assessores do ex-comandante do Exército, o general Eduardo Villas Bôas.

O Planalto explicou que o fim do cargo ocorre durante uma série de reestruturações da Comunicação do Governo. Entre as mudanças, está a criação do Ministério das Comunicações, em junho deste ano.

Rêgo Barros foi mais atuante no início do mandato do presidente. No entanto, desde o início deste ano, Bolsonaro tem optado por falar pessoalmente no Palácio do Alvorada e se encarregado de divulgar a agenda do governo diariamente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O general Rêgo Barros, de 60 anos, é natural de Recife e ingressou na carreira militar em 1975, como aluno da Escola Preparatória de Cadetes do Exército.

Ele comandou a força de pacificação nos complexos do Alemão e da Penha, no Rio de Janeiro, e a segurança da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, em 2012.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade