Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Bolsonaro sobre COP25: eu não aceitei ser aqui porque ia ser um carnaval

“Eu quero saber: alguma resolução para a Europa começar a ser reflorestada? Alguma decisão ou só ficam perturbando o Brasil? É um jogo comercial”

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Questionado sobre a COP25, encerrada neste domingo, 15, em Madri, na Espanha, o presidente Jair Bolsonaro explicou por que não aceitou a realização do evento no Brasil. “Eu não aceitei, eu que decidi. Estariam fazendo um carnaval aqui no Brasil”, disse na saída do Palácio do Alvorada. Bolsonaro criticou a cobrança internacional sobre a questão ambiental no Brasil. “Eu quero saber: alguma resolução para a Europa começar a ser reflorestada? Alguma decisão ou só ficam perturbando o Brasil? É um jogo comercial”, declarou.

O presidente falou, ainda, sobre a ativista Greta Thunberg, a quem chamou de “pirralha” nesta semana. A sueca foi escolhida personalidade do ano por revista internacional. “A Greta é dez. O que a Greta falar é lei”, ironizou e completou: “A imprensa gosta de dar espaço para quem critica o Brasil. Falou mal do Brasil dá uma repercussão enorme aqui”, disse.

Salles

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles,

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse no Twitter que a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2019 (COP25) “não deu em nada”. Segundo ele, países ricos não querem abrir seus mercados de crédito de carbono. “Exigem medidas e apontam o dedo para o resto do mundo, sem cerimônia, mas na hora de colocar a mão no bolso, eles não querem”, afirmou. Para Salles, “protecionismo e hipocrisia andaram de mãos dadas o tempo todo“.

As negociações internacionais sobre mudanças climáticas terminaram neste domingo em Madri, na Espanha, sem que os participantes tenham chegado a um acordo sobre como regular os mercados globais de carbono. Apesar de manter as mais longas negociações climáticas já realizadas em quase 25 edições anuais, as conversas deixaram uma das questões mais espinhosas para a próxima cúpula, a ser realizada no ano que vem.

Estadão Conteúdo


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade