Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Saúde

Inscrições do programa “Empresa Saudável” acabam dia 30

A ASAP e a ABRH abriram inscrições para o programa “Empresa Saudável”, que tem como objetivo trabalhar em prol da saúde corporativa

Foto: Agência Brasil

A pandemia mostrou o quanto é importante o cuidado com a saúde. A situação atual fez com que empresas e colaboradores passassem a refletir sobre o assunto. Nunca foi tão importante quanto agora fomentar programas de incentivo à práticas saudáveis dentro das corporações.

A Aliança para Saúde Populacional (ASAP) e a Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) abriram inscrições para o programa ‘Empresa Saudável”, que tem como objetivo trabalhar em prol da gestão da saúde corporativa. O prazo para as empresas realizarem suas inscrições encerra no próximo dia 30 de setembro, e as mesmas podem ser realizadas por qualquer empresa, sem nenhum custo.

O Empresa Saudável é um programa que pretende auxiliar as empresas a assumirem seu papel protagonista na gestão de saúde dos seus colaboradores e dependentes. De acordo com o diretor técnico da ASAP, Fábio Gonçalves, o principal objetivo é fazer com que os registros de adoecimento diminuam. “Esse conceito vai além de questões físicas, pois engloba também aspectos emocionais, sociais, intelectuais, profissionais e espirituais”, explica Fábio.

Vale ressaltar que investir na equipe aumenta a produtividade e também diminui o índice de adoecimento e o número de colaboradores afastados por questões relacionadas à saúde. O programa contribui também para que as empresas permaneçam com um ambiente saudável de relacionamento, convívio e colaboração.

“A intenção é mobilizar a alta liderança das empresas, principalmente, o CEO e o gestor de RH, assim como a criação de um grupo de trabalho (ou comitê) que irá propor um conjunto de recomendações e indicadores para o Programa”, afirma o diretor.

Segundo as instituições, estudos revelam que o custo médico representa 30% do que uma empresa gasta com saúde, enquanto os outros 70% estão na perda de produtividade, já que os empregados trabalham pior, faltam no serviço ou trabalham e vão embora antes do fim do expediente por se sentirem mal.

“O propósito do programa é mobilizar a direção das empresas, destacadamente seu presidente e responsável por RH, para a adesão a um movimento em prol da melhoria da Saúde Corporativa a fim de gerar maior valor em suas ações e contribuir para a redução de custos e ganhos de produtividade”, explica Luiz Edmundo Prestes Rosa, diretor de Desenvolvimento de Pessoas da ABRH-Brasil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um grupo de trabalho vai propor um conjunto de recomendações e indicadores para o programa, bem como desenvolver formas de incentivo para que as empresas invistam em melhorias na gestão da Saúde Corporativa. “O programa também pretende estimular a melhor utilização de recursos, a redução de desperdícios, a sinergia entre serviços e os diversos atores, propiciando a geração de valor, redução de custos e a melhoria da produtividade”, completa Luiz Edmundo.

Inscrições:

https://abrhbrasil.org.br/pes/








Você pode gostar