Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Saúde

Cannabis medicinal pode ajudar nos sintomas da menopausa, segundo estudo de Harvard

À medida que as mulheres passam pela menopausa, elas enfrentam uma série de desafios físicos e emocionais que geram desconforto

Foto: Reprodução

A menopausa é um processo natural do corpo humano, caracterizada pela interrupção da menstruação, e marca o fim do período reprodutivo de uma mulher, geralmente ocorrendo entre os 45 e 55 anos. Durante esse período, os níveis hormonais, especialmente de estrogênio e progesterona, diminuem, levando a uma série de mudanças no corpo.

À medida que as mulheres passam pela menopausa, elas enfrentam uma série de desafios físicos e emocionais que geram desconforto, como onda de calor, variação de humor devido a alterações hormonais, atrofia vaginal, dores musculoesqueléticas e problemas urinários.

Em meio a esses desafios, a busca por alternativas para aliviar os sintomas torna-se uma prioridade O Dr. Flavio Geraldes Alves, Presidente da Associação Pan-Americana de Medicina Canabinoide (APMC) e consultor médico da NuNature Labs, aponta a cannabis medicinal como forma eficiente de aliviar esses sintomas. “O canabidiol (CBD), um dos principais compostos da planta, tem propriedades anti-inflamatórias e analgésicas, que podem ajudar a reduzir as dores e desconfortos associados à menopausa. Além disso, o CBD também pode ajudar a regular os níveis de hormônios, o que pode ajudar a aliviar as flutuações hormonais e os sintomas associados”, explica.

Um estudo realizado em Harvard, no ano de 2022, com 131 mulheres na perimenopausa e 127 que já haviam passado pela menopausa, das quais 86% usavam cannabis, revelou que 79% relataram melhoria nos sintomas menopáusicos após uso. O CBD atua no corpo interagindo com os receptores do sistema endocanabinoide, modulando a resposta do corpo aos sintomas da menopausa. Como resultado, pode ser observado a redução significativa de ondas de calor, insônia e dores, proporcionando às mulheres uma transição mais suave.

Além de aliviar sintomas físicos, o CBD é destacado por sua capacidade de promover o equilíbrio hormonal. “O CBD ajuda a regular a produção e a liberação de hormônios, contribuindo para a diminuição da ansiedade e promove um equilíbrio mental durante a menopausa. Isso ajuda bastante na saúde mental e emocional das mulheres que passam por esse período “, acrescenta o Dr. Flavio.
Mesmo com inúmeros benefícios comprovados, o Dr. Flavio destaca a importância de avaliar o histórico médico de cada paciente antes de iniciar qualquer tratamento. “A cannabis medicinal pode não ser adequada para todos, especialmente aqueles com certas condições médicas preexistentes”. Pacientes com histórico de transtornos psiquiátricos, arritmias cardíacas, gestantes e lactantes devem buscar orientação médica antes de considerar o uso da cannabis medicinal.






Você pode gostar