Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Wagner Rosário responde Aziz: “Calúnia é crime!”

O senador afirmou que Rosário não teria agido sobre as irregularidades na Saúde e o chamou de “omisso” diversas vezes

Por Geovanna Bispo 15/09/2021 6h25
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Após o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, Omar Aziz (PSD-AM), afirmar que o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU) Wagner Rosário sabia das supostas irregularidades ocorridas no Ministério da Saúde, Rosário respondeu o senador em suas redes sociais. “Senador Omar Aziz, calúnia é crime!!!”, escreveu.

A fala de Aziz ocorreu depois do depoente do dia, o lobista Marconny Faria, confirmar que, em uma das ações da CGU junto a Polícia Federal, policiais foram até sua casa. O senador afirmou que Rosário não teria agido sobre as irregularidades na Saúde e o chamou de “omisso” diversas vezes.

“A autoridade antecipar atribuição de culpa, antes de concluídas as apurações e formalizada a acusação também é crime!!! Aguardando ansiosamente sua convocação”, finalizou o ministro na publicação.

O pedido de convocação partiu do senador Eduardo Girão (Podemos-CE), que pediu a marcação do depoimento para o mais rápido possível. O vice-presidente da mesa, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), ainda sugeriu que o ministro deponha no mesmo dia que o empresário Danilo Trento, que teria ligação com a Precisa Medicamentos.






Você pode gostar