Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Rosa Weber pede que PGR investigue Bolsonaro

O documento foi apresentado pelo deputado Professor Israel Batista (PSB-DF) e tem como principal foco duas falas específicas do presidente

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber encaminhou, nesta quarta-feira (18), à Procuradoria-Geral da República (PGR) um pedido de investigação contra o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Rosa pede que Bolsonaro seja investigado por suas falas sobre o sistema de urnas eletrônicas. O documento foi apresentado pelo deputado Professor Israel Batista (PSB-DF) e tem como principal foco duas falas específicas do presidente.

A primeira ocorreu no último dia 27, quando Bolsonaro participou do “Ato Cívico pela Liberdade de Expressão”, no Palácio do Planalto. Já a segunda foi ontem, em encontro com empresários do setor de supermercados de São Paulo.

Em ambos os casos, Bolsonaro fez, segundo o deputado, ataques às urnas e colocou sob suspeita o sistema eleitoral brasileiro, mais uma vez, sem apresentar provas.

Segundo o parlamentar, os crimes cometidos por Bolsonaro com as falas são peculato, prevaricação, obstrução da Justiça, crimes contra o Estado Democrático de Direito.

“Ouça-se o Senhor Procurador-Geral da República, a quem cabe a formação da opinio delicti em feitos de competência desta Suprema Corte”, decidiu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar