Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Queiroga diz que dúvidas sobre eficácia da Coronavac ‘não devem se confirmar’

O imunizante é produzido pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac e já foi criticado por Jair Bolsonaro

O Ministro da Saúde, marcelo Queiroga durante chegada da vacina da Pfizer em Guarulhos. Foto: Nelson Almeida/ AFP

O ministro da Saúde e médico cardiologista, Marcelo Queiroga, disse que as dúvidas sobre a eficácia da Coronavac “não devem se confirmar”. O imunizante é produzido pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac e já foi criticado pelo presidente Jair Bolsonaro e membros do governo federal que destacaram a procedência da vacina.

Durante depoimento à CPI da Covid do Senado mais cedo nesta tarde (8), Queiroga havia defendido a produção nacional de imunizantes como saída para a crise sanitária causada pelo novo coronavírus.

“A vacina da Coronavac pairam ainda dúvidas que, para mim, não devem se confirmar acerca da sua efetividade”, disse. Queiroga também reforçou que “aposta” na tecnologia desenvolvida para outro imunizante do Butantan, a vacina Butanvac.

Estadão Conteúdo






Você pode gostar