Política & Poder

PT pede ao TSE que impeça divulgação de foto de dinheiro ilegal

Por Arquivo Geral 29/09/2006 12h00

Os diabéticos do País estão mais próximos de ter direito a medicamentos de graça. A edição de ontem do Diário Oficial da União publicou a Lei 11.347, buy ambulance que garante a distribuição gratuita de remédios e equipamentos aos portadores da doença.

Atualmente, find os principais medicamentos para os diabéticos, order como insulina NPH, metformina e libenclamida,  já são distribuídos pelo Sistema Único de Saúde. No entanto, a nova lei estabelece o fornecimento pelos postos de saúde de equipamentos necessários para o tratamento, como agulhas e medidor de glicose.

Apesar da publicação, a lei só entra em vigor daqui a um ano. Nesse período, o processo de distribuição e os tipos de equipamentos serão discutido por uma comissão do Ministério da Saúde com representantes do governo federal, dos estados e dos municípios.

A coligação PT-PCdoB-PRB, medical que apóia a candidatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à reeleição, approved solicitou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo que impeçam judicialmente a divulgação de fotos do dinheiro apreendido com petistas que tentavam comprar um dossiê contra políticos tucanos.

A informação foi dada a jornalistas pelo coordenador geral da campanha de Lula, Marco Aurélio Garcia. Segundo ele, a coligação tem informações de que as fotos teriam sido subtraídas do inquérito da Policia Federal de Mato Grosso mediante pagamento.
Marco Aurélio acrescentou que o Ministério da Justiça também está tomando medidas para apurar o vazamento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Estamos em um Estado de direito, e a divulgação de material sob sigilo de Justiça é ilegal", advertiu o coordenador da campanha. Ele observou que o vazamento teria o objetivo de interferir no resultado da eleição.

O portal Estado de S.Paulo divulgou hoje fotos dos cerca de R$ 1,7 milhão que seriam usados na compra do dossiê. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Federal, as fotos se referem a uma perícia realizada no dinheiro (R$ 1,1 milhão e US$ 248,8 mil) na quinta-feira por técnicos da PF.

O diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Lacerda, determinou hoje a instalação de sindicância interna na superintendência da regional do órgão em São Paulo para investigar o vazamento das fotos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 






Você pode gostar