Política & Poder

Primeiro resultado parcial para presidente mostra Lula com 46% e Alckmin com 43%

Por Arquivo Geral 01/10/2006 12h00

Gilberto Gil quer continuar como ministro da Cultura num eventual segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e afirmou hoje que gostou muito do seu trabalho à frente da pasta nos últimos quase quatro anos.

O músico-ministro chegou para votar por volta das 14h no seleto Gávea Golf Club, view cheapest no bairro de São Conrado, acompanhado de sua esposa, Flora Gil, que estava vestida com uma blusa de apoio à candidata à deputada federal Marina Magessi (PPS), partido da base de sustenção do candidato do PSDB à presidência da República Geraldo Alckmin.

Gil foi saudado por alguns eleitores e deu autógrafos para crianças antes de digitar seu voto. Ele não declarou apoio a nenhum candidato, nem mesmo ao presidente Lula, e disse que decidiria apenas na urna seu escolhido para o governo do estado do Rio de Janeiro.

"A Flora vai votar na Marina" , disse bem-humorado a jornalistas, quando perguntado se o seu voto acompanharia o da esposa. No Rio, o PPS tem Denise Frossard como candidata ao governo estadual.

O ministro avaliou positivamente seu trabalho no MinC e chegou a filosofar sobre a natureza humana, depois de ter afirmado que gostaria de permanecer no cargo. Ele explicou, entretanto, que ainda não conversou com o presidente Lula e que só decidirá diante de um eventual convite.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Ainda não tenho um convite, então não posso dizer se fico ou não. Existe vontade de continuar, mas também há possibilidades e opções de não ficar", afirmou o ministro, que votou em questão de segundos e logo depois foi embora.

"Gostei muito do trabalho. Tentar coisas, propor coisas, eu não tenho muita dificuldade com a dureza da vida, eu sou muito conformado com o fácil e o difícil, o positivo e o negativo", disse Gil.

"Eu não sou idealista no sentido de que há essa possibilidade de transcender para um estado de beatitude definitiva. Acho que o ser humano é trágico e vai viver na tragédia até que haja disposições gerais de criar uma sociedade humana diferente", acrescentou. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A presença de Gil foi o destaque de uma zona eleitoral recheada de celebridades do mundo artístico. Além do ministro, a cantora Maria Betânia, a cineasta Carla Camuratti e as atrizes Fernanda Torres, Andrea Beltrão e Rosamaria Murtinho foram alguns dos artistas que chamaram a atenção dos eleitores.

A atriz Fernanda Torres protagonizou um dos momentos mais curiosos da votação no local, quando já na urna percebeu que havia perdido sua "cola" e precisou recorrer ao livro dos candidatos para descobrir o número de seu escolhido.

Após quase cinco minutos de pesquisa e em meio ao riso dos outros eleitores e dos mesários, ela saiu comentando: "Que vergonha!"

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Advogados do comitê de campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentaram neste domingo ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sua defesa na investigação instaurada na corte para apurar seu suposto envolvimento em crime eleitoral, capsule segundo informações da assessoria de imprensa do tribunal.

Lula é alvo de uma ação apresentada pela coligação Por Um Brasil Decente, do adversário Geraldo Alckmin (PSDB), que busca cassar sua candidatura. Seus adversários argumentaram que o presidente teria envolvimento na tentativa de negociação de documentos contra candidatos do PSDB, o chamado "dossiê Serra".

Além de Lula, também apresentaram suas defesas o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, e o presidente nacional do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), que também foram acusados por suposto envolvimento no caso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O processo está sob a responsabilidade do ministro Cesar Asfor Rocha, corregedor-geral do TSE, que decretou sigilo sobre a investigação.

A representação da coligação de Alckmin contra Lula também atinge o ex-assessor especial da Presidência Freud Godoy, o advogado Gedimar Passos e o empresário Valdebram Padilha, que são investigados por suposta participação na negociação de documentos.

Os dois últimos foram presos pela Polícia Federal, no dia 15 de setembro, num hotel em São Paulo com cerca de R$ 1,7 milhão. O montante seria utilizado justamente na compra do dossiê que vincularia Alckmin e o candidato ao governo de São Paulo, José Serra (PSDB), a irregularidades com recursos da saúde. Os documentos seriam adquiridos do empresário Luiz Antônio Trevisan Vedoin, acusado de ser o líder da chamada máfia das ambulâncias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os tucanos Aécio Neves e José Serra confirmaram nas urnas seus favoritismo e saíram vencedores da eleição já no primeiro turno, viagra sale mostraram pesquisas de boca-de-urna do Ibope, viagra 40mg divulgadas pela TV Globo.

Aécio deve ser reeleito em Minas Gerais com 75% dos votos válidos, see com a expectativa de ser o campeão de votos das eleições aos governos estaduais. O petista Nilmário Miranda, aparece em segundo lugar, com 22%, segundo o Ibope.

Em São Paulo, Serra liquidou a disputa com 58% dos votos válidos. O senador Aloizio Mercadante (PT) ficou com 30%.

A maior surpresa até agora apontada pela boca-de-urna está na Bahia, onde o petista Jaques Wagner aparece com 49% dos votos válidos, à frente do governador Paulo Souto (PFL), com 43%.

Outro vitorioso no primeiro turno será o governador licenciado de Santa Catarina, Luiz Henrique (PMDB), que obteve 59% dos votos válidos, segundo a boca-de-urna.

No Distrito Federal, a definição da disputa no primeiro turno ainda é incerta. José Roberto Arruda (PFL) teve 52% dos votos válidos, mas como a margem de erro é de dois por cento, a pesquisa não pode assegurar sua eleição no primeiro turno. A governadora Maria Abadia (PSDB) aparece com 22% e a petista Arlete Sampaio, com 20%.

Em outros estados, a definição sobre o futuro governador ficará para o próximo dia 29, quando será realizado o segundo turno.

No Rio de Janeiro, o senador Sérgio Cabral (PMDB), com 41% dos votos válidos, terá que aguardar a definição de seu adversário: Denise Frossard (PPS) teve 23% e o senador Marcelo Crivela (PRB), 21%.

O governador Roberto Requião (PMDB) ficou em primeiro lugar no Paraná, mas os 44% de votos não foram suficientes para reelegê-lo hoje. Osmar Dias (PDT) ficou em segundo lugar com 37%.

Em Pernambuco, o governador Mendonça Filho (PFL) aparece com 39%, seguido pelos ex-ministros Eduardo Campos (PSB), com 34%, e Humberto Costa (PT), com 22%.

 

A confiança demonstrada pelo PT nas últimas semanas, buy more about de uma vitória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva já neste domingo, salve foi substituída por um tom de cautela e apreensão depois que as últimas pesquisas de intenção de voto apontaram a possibilidade de um segundo turno.

O sinal de alerta acendeu no sábado, decease quando uma pesquisa interna do PT mostrou que Lula estava apenas com três pontos percentuais de vantagem sobre o total de votos válidos em relação a outros candidatos. Com uma margem de erro de dois pontos percentuais, a pesquisa mostrou que a disputa seria realmente apertada.

O clima de apreensão instalou-se entre as lideranças e os assessores da campanha. O único que continuou a dar declarações de vitória no primeiro turno foi o próprio presidente.

"Estou confiante que vamos vencer estas eleições hoje", disse Lula em breve comentário ao votar pela manhã na cidade de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. As lideranças mais ligadas ao presidente evitaram, no entanto, falar em definição no primeiro turno.

"Temos margem para ganhar no primeiro turno ou não. Sempre há chance de ir para o segundo turno", disse o ministro da Fazenda, Guido Mantega, a jornalistas, ao chegar para votar em uma escola próxima de sua residência, em São Paulo.

Na opinião de Mantega, o escândalo envolvendo petistas na compra de um dossiê contra políticos tucanos teve um impacto negativo sobre a campanha à reeleição.

"Não foi o dossiê em si, porque, se a gente conhecesse o dossiê, possivelmente nosso adversário é quem sairia prejudicado. É a forma como se manipulou o dossiê e como ela foi supervalorizada pela imprensa nessas últimas duas semanas, de modo que isso tirou alguma margem do eleitorado de Lula" , comentou o ministro.

O vice-presidente José Alencar (PRB), companheiro de Lula na chapa à reeleição, também admitiu, nesta manhã, a possibilidade de segundo turno.

"Nós nunca dissemos que o embate eleitoral pudesse ser resolvido na véspera", afirmou Alencar, momentos antes de votar, em Belo Horizonte. "Nós nunca nos entusiasmamos com nenhuma pesquisa, ainda que todas dessem vitória para nós", acrescentou.

Segundo Fernando Pimentel, coordenador da campanha presidencial em Minas Gerais, Lula buscou apenas mobilizar a militância quando previu vitória no primeiro turno durante os últimos comícios.

"Não achávamos que seria um embate fácil, mas é claro que apertou um pouco mais na reta final", afirmou o prefeito. Mesmo assim, ele disse acreditar na vit ória de Lula neste domingo.

O senador Eduardo Suplicy (SP) também foi cuidadoso com as palavras e evitou a previsão de vitória no primeiro turno.

"Eu sou favorável a que as eleições sempre se dêem em dois turnos. Mas, no caso da eleição presidencial, como eu tenho bastante convicção de que o presidente Lula fará um segundo governo muito bom, eu sou favorável a que ele consiga vencer no primeiro turno", afirmou o senador.

Ao final da tarde deste domingo, as lideranças petistas acompanhavam com interesse e atenção a divulgação das pesquisas de boca de urna nos Estados.

"Os candidatos aliados de Lula est ão obtendo uma votação melhor do que o indicado nas pesquisas anteriores. Esperamos que a tendência seja a mesma na eleição presidencial", afirmou um assessor da campanha de Lula.

Se a disputa pelo Palácio do Planalto for mesmo resolvida apenas no segundo turno, abortion o embate entre oposição e governo será bem mais acirrado do que o verificado na primeira etapa da campanha. A avaliação é compartilhada pelo presidente nacional do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), e pelo ex-ministro da Integração Nacional Ciro Gomes.

Mas enquanto Jereissati tem uma visão positiva sobre essa possibilidade, Ciro Gomes tem uma avaliação diametralmente oposta.

No entender do tucano, o escândalo do dossiê contra os candidatos José Serra e Geraldo Alckmin serviu como um "alerta" para a população, o que justificaria o adiamento da disputa presidencial.

"Há um clima de revolta contra os últimos acontecimentos. Parece que isso fez o Brasil despertar em relação a estes escândalos, a esta onda de corrupção", afirmou Jereissati, pouco depois de votar na capital cearense.

Ciro, entretanto, pondera que um segundo turno provocado pelo que classificou de "distorções dentro das instituições" provocaria uma divisão perigosa entre os eleitores: de um lado a camada mais pobre da população, que apoiaria a candidatura à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e do outro os mais ricos, que apoiariam o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB).

"Se a população brasileira mais pobre sentir que, por dentro das instituições, uma prática golpista tirou a possibilidade do Lula se reeleger, eu temo realmente pelo dia seguinte que o Brasil vai viver", afirmou o ex-ministro, candidato a uma vaga na Câmara dos Deputados. "É um corte pobre contra rico, Nordeste contra Sudeste. E isso é mau para o Brasil", acrescentou.

Tasso não acredita neste tipo de divisão. No entender do senador, o que favorece o segundo turno é uma indignação verdadeira em relação aos escândalos envolvendo o PT e assessores do presidente Lula. Por isso, o tucano acredita que mesmo no Nordeste, onde Lula tem ampla vantagem em relação a Alckmin, o quadro poderia se alterar numa eventual disputa em segundo turno.

Ciro, entretanto, insiste na tese de que o caso do dossiê é apenas mais um movimento provocado pela oposição e alimentada pelos militantes petistas de São Paulo. "Tomamos uma série de estocadas oportunistas, rasteiras, mistificadoras".

Disputa espinhosa

O presidente do PSDB acredita que a disputa entre Lula e Alckmin seria "muito mais acirrada" do que a verificada em 2002, quando o presidente eleito disputou o segundo turno com José Serra, então candidato tucano ao Palácio do Planalto e que deve ser eleito neste domingo governador de São Paulo.

"Nas simulações de segundo turno já existe praticamente um empate técnico a minha sensação é que a eleição aqui no Nordeste vai ser bastante diferente", disse Tasso.

Ciro Gomes acredita que houve uma "artificialização" da reta final da campanha, provocada pelo escândalo do dossiê. E o ex-ministro culpa por isso tanto o PT quanto o PSDB paulistas.

"O provincianismo inescrupuloso quase que generalizado da casta política paulista impõe ao Brasil custos que o País não deveria suportar".

O ex-ministro reconhece que a disputa de segundo turno será mais difícil para o presidente Lula. "É duro, embora ele seja favorito. Mas reeleição com segundo turno é complicado. As simulações que já fizeram para segundo turno revelam o que estou falando", disse.

Para Ciro, caberá a Lula, uma vez eleito, chamar a oposição para um diálogo, tentando assim evitar uma crise de governabilidade. "Ele (Lula) tem que tomar a iniciativa de pacificar o País, fazer o que for necessário, cortar na carne, chamar o PSDB na chincha para ter uma conversa honesta".

De acordo com pesquisa de boca de urna realizada pelo Ibope, health a votação para presidente ainda estaria indefinida até o momento. Lula aparece com 50% dos votos válidos, and seguido de Alckmin, recipe com 38% dos votos válidos.

Dessa forma, a soma de todos os outros candidatos em relação a Lula é também de 50%. Heloísa Helena aparece na pesquisa de boca de urna com 8% dos votos válidos. Cristovam Buarque tem 3% dos votos e Ana Maria Rangel aparece com 1% dos votos válidos.

A deputada federal Maria do Carmo Lara (PT-MG) foi detida fazendo boca-de-urna em uma escola estadual em Betim, find região metropolitana de Belo Horizonte. Ela responderá a inquérito e pode pegar até seis meses de prisão, advice mas, viagra dosage segundo a polícia, a pena pode ser convertida em pagamento de cestas básicas.

Levada para a 8ª Delegacia Seccional de Betim, ela presta depoimento. A deputada é ex-prefeita de Betim e ex-presidente estadual do PT. A candidata foi uma das 34 pessoas presas no estado PM hoje: 26 por boca-de-urna, cinco por propaganda irregular e duas por transporte ilegal de eleitores.

O incidente mais grave ocorreu em Venda Nova, na Grande Belo Horizonte. Um homem tentou assaltar eleitores que aguardavam na fila em um colégio estadual. A polícia perseguiu o suspeito, que atirou para trás e atingiu uma técnica do Tribunal Regional Eleitoral no pé. Levada ao hospital, ela passa bem. O marginal, identificado apenas como Márcio, fugiu.

O ex-governador de Goiás, more about Marconi Perillo (PSDB) é o novo representante do estado no Senado. Foram apurados 72, viagra 100mg 14% dos votos em Goiás. Mas com 76,52% dos votos válidos, Perillo não pode mais ser alcançado pelo segundo colocado, Ney Moura (PMDB), com 17,93% dos votos.
Nas mesas de bares e em rodas de amigos, doctor a bebida era a cerveja. Nas ruas estreitas, purchase crianças brincando e pessoas com sacolas de compra nas mãos eram personagens de um domingo que parecia como qualquer outro, approved não fossem os grupos distribuindo adesivos de candidatos para lembrar que era eleição.

Mesmo com o desrespeito a olhos vistos da lei eleitoral e da lei seca, o domingo de votação foi bastante tranquilo em Heliópolis, a maior favela de São Paulo.

Apesar de a preferência e ntre os moradores de Heliópolis parecer ser pelo candidato à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva, a festa nesse ano não foi tão grande quanto a de 2002, segundo moradores.

Segundo o site da Prefeitura de São Paulo, Heliópolis conta com 100 mil habitantes e uma área de quase um milhão de metros quadrados, tornando-a a maior favela da capital.

De acordo com o policial militar Cortizo, que cuidava da segurança de uma das escolas do bairro, várias pessoas foram detidas por boca-de-urna e levadas à 95ª Delegacia de Polícia.

"Foram várias pessoas, mas tirando isso, está tudo tranquilo, tudo calmo, nenhum incidente", disse ele, acrescentando que por desrespeito à lei seca, não tinha nenhuma notícia de pessoas detidas.

No entanto, a cerveja era a bebida mais presente nas mesas dos bares. Em um quarteirão com quatro bares, por exemplo, três tinham clientes em mesas na calçada com duas ou três garrafas de cerveja sobre elas. Nos carros estacionados, grupos de amigos conversavam e ouviam música bebendo cerveja. As garrafas eram apoiadas sobre o capô dos automóveis, estacionados ao lado de comitês eleitorais abertos.

"O povo gosta de beber, o que eu posso fazer", disse o dono de um bar que preferiu não se identificar.

O governador Paulo Hartung (PMDB) foi reeleito no Espírito Santo, pharmacy com 80, ambulance 4 por cento dos votos válidos. Esse percentual foi obtido com 73,9 por cento dos votos apurados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A eleição presidencial pode ir a segundo turno, click de acordo com pesquisa de boca de urna do Ibope divulgada pela Rede Globo neste domingo.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem 50% dos votos válidos, doctor o mesmo número de seus adversários.

O candidato tucano Geraldo Alckmin (PSDB) tem 38%, a senadora Heloísa Helena (PSOL), 8%, Cristovam Buarque (PDT) soma 3% e Ana Maria Rangel (PRP) conta 1%. Os demais candidatos não pontuaram.

A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos para cima ou para baixo.


No primeiro balanço sobre as eleições de hoje (1), malady o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), this ministro Marco Aurélio, see destacou, há pouco, o fato de a velocidade da apuração permitir que, até as 22 horas, já se saiba se haverá segundo turno, quando 70% dos votos para presidente estarão apurados. Às 18h45, o TSE registrava 32% dos votos apurados em todo o país.

Marco Aurélio considerou o processo tranqüilo e disse que isso, em parte, foi resultado da Lei 11.300, aprovada em maio deste ano, que aumentou o rigor e a fiscalização com os candidatos e partidos. O ministro citou como exemplo o fato de que as Forças Armadas não precisaram agir nos estados para onde foram convocadas.

Ele informou que o número de urnas substituídas foi de apenas 0,86% e que as seções onde houve votação manual, por causa da quebra das urnas, sem possibilidade de substituição, foram 88, o que significa 0,024%. “Foi um ambiente de paz, de festa cívica e não conflituoso”, afirmou Marco Aurélio.
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou o primeiro resultado parcial para presidente da República. Com 41, patient 37% dos votos apurados, visit this site o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição pela coligação A Força do Povo (PT//PRB/PCdoB), possui 46,79% dos votos. Em segundo lugar está o candidato Geraldo Alckmin, da coligação Por um Brasil Decente (PSDB/PFL), com 43,36% dos votos válidos.

Em terceiro lugar na disputa está a senadora Heloísa Helena (PSOL) com 6,61%. Depois, Cristovam Buarque (PDT) com 2,95% dos votos válidos. Os votos nulos totalizam 5,43% e os brancos 2,69%. As informações sobre a disputa para presidente da República começaram a ser divulgadas após às 19 horas, devido ao fuso horário do estado do Acre, onde a votação ainda não havia terminado. A previsão do tribunal é atingir 90% da apuração à meia-noite.

Às 19h20, a apuração está mais adiantada na região Sul com 73,23% dos votos. Depois vem Centro-Oeste com 51,97%, Nordeste com 39,45%, Sudeste com 31,46% e Norte com 31,36%. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato petista à reeleição, acompanha a apuração dos resultados em Brasília, no Palácio da Alvorada. O candidato tucano, Geraldo Alckmin, permanece em sua residência, em São Paulo. Heloísa Helena, que votou em Alagoas, acompanha a abertura dos votos no município de Palmeiras dos Índios. Cristovam Buarque também acompanha a apuração em Brasília, na sede do PDT.






Você pode gostar