Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

PGR entrará com recurso contra decisão Fachin sobre Lula

Com a decisão do ministro e relator da operação, o petista se torna elegível e possível adversário de Jair Bolsonaro nas eleições de 2022

O procurador Geral da República, Augusto Aras, durante sessão do STF que retoma julgamento sobre o compartilhamento de dados bancários e fiscais.

Nesta segunda-feira (8), o procurador-geral da República, Augusto Aras, protocolará um recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão do ministro Edson Fachin, que anulou todas as condenações do ex-presidente Lula no âmbito da Operação Lava Jato.

Com a decisão do ministro e relator da operação, o petista se torna elegível e possível adversário de Jair Bolsonaro nas eleições de 2022.

Fachin declarou que a decisão envolve a incompetência da Justiça do Paraná no julgamento do caso. Agora, cabe a Justiça Federal do Distrito Federal decidir se os atos realizados nos processos envolvendo Lula podem ser validados ou reaproveitados

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar