Política & Poder

Para Lula, oposição evita comparação porque elas são mortais

Por Arquivo Geral 04/10/2006 12h00

O presidente Vladimir Putin advertiu a Geórgia hoje que não faça provocações nem chantageie a Rússia, side effects site ao mesmo tempo em que ignorou os apelos internacionais para suspender as s anções contra o país vizinho.

"Não vou permitir que ninguém fale com a Rússia em termos provocadores e de chantagem", medicine  afirmou Putin a parlamentares sobre a crise diplomática com a Geórgia, pills que prendeu quatro oficiais russos e os acusou de espionagem.

Na Geórgia, o presidente do banco central afirmou que o país vai bloquear a candidatura da Rússia a entrar na Organização Mundial do Comércio (OMC) se as sanções econômicas não forem suspensas. A Rússia pretende concluir este mês as negociações para entrar na OMC.

A prisão dos oficiais russos, na semana passada, deflagrou uma série de medidas retaliatórias por parte da Rússia, como a interrupção de todas as ligações com a Geórgia, por terra, mar e ar, e da emissão de vistos para que georgianos possam ir à Rússia.
Há tempos que Moscou está insatisfeita com o presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, devido a suas políticas pró-Ocidente e ao afastamento em relação aos russos.

"A atitude das autoridades georgianas nos últimos meses e anos é claramente anti-Rússia", afirmou o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, durante uma viagem a Estrasburgo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O ministro da Defesa russo, Sergei Ivanov, rejeitou o apelo da Geórgia para que Moscou suspenda os exercícios navais no mar Negro. "Ninguém deve achar que vamos reagir a cada vez que o regime de Saakashvili der um espirro e mudar todos os nossos planos".
A polícia russa fez revistas em estabelecimentos georgianos de Moscou ontem, fechando por exemplo um cassino de proprietários georgianos. O Ministério do Interior afirmou que as revistas foram ações de rotina … para combater grupos étnicos de crime organizado.

Até a visita à Rússia do balé nacional da Geórgia foi cancelada. A Geórgia, por sua vez, manteve a pressão. "A Geórgia nunca vai apoiar a entrada da Rússia na OMC enquanto as sanções permanecerem", afirmou o presidente do banco central, Roman Gotsiridze.
Como membro da OMC, a Geórgia tecnicamente tem poder para bloquear novas admissões. A Rússia é a única grande economia que ainda não faz parte da organização.

Em Tbilisi, os georgianos estavam cada vez mais preocupados com o impacto das sanções. "A Rússia vai deportar georgianos?", perguntava a manchete da revista New Version. Os russos que estavam na Geórgia ficaram isolados com a interrupção dos vôos entre os dois países.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Moscou ainda tem algumas cartas na manga contra a Geórgia. Os russos ainda estão fornecendo gás natural para o país vizinho, e por enquanto prometem cumprir a promessa de retirar até o fim de 2008 as tropas que mantêm na Geórgia.

O presidente-candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou hoje que a oposição o ataca no terreno da corrupção e da ética para evitar comparações econômicas, cialis 40mg sociais e administrativas entre seu governo e o do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

"Nós queremos discutir profundamente ética, discutir corrupção. Acho que o povo brasileiro merecia uma discussão melhor, mas se quiserem enveredar por aí, nós vamos discutir e colocar na mesa as coisas que têm que ser ditas", disse Lula durante a parte aberta à imprensa do encontro que teve com governadores eleitos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Numa campanha em que as pessoas não têm argumento para debater sobre política econômica, política social e desenvolvimento (…) porque os números comparativos são mortais com relação aos oito anos deles, vão buscar outra coisa qualquer para fazer a disputa política", acrescentou.

O presidente fez uma avalia ção positiva sobre o resultado das urnas. "Acho que o quadro eleitoral foi bom para os partidos da base", realçando novamente as vitórias do PT contra os governos do PFL em Sergipe e na Bahia. "Nossos adversários saíram com menos força do que tinham antes, ficaram com os Estados que já tinham. Vamos às ruas, preparem-se", prometeu Lula.






Você pode gostar