Política & Poder

Maia diz acreditar em favoritismo de Baleia Rossi: ‘deve ganhar em 2º turno’

Além disso, Maia voltou a criticar a decisão de aliados de Lira de fazer a eleição para a presidência da Câmara de forma presencial

Foto: Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), avaliou que o candidato à sua sucessão e seu aliado, Baleia Rossi (MDB-SP), tem atualmente a maioria dos votos para eleição do comando da Casa e deve ganhar a eleição em segundo turno. Ele projeta que Baleia tem atualmente 230 votos e disse que o adversário, Arthur Lira (PP-AL), teria menos de 200, perdendo espaço para o candidato avulso Fábio Ramalho (MDB-MG).

Para ganhar a disputa em primeiro turno, o candidato precisa ter a maioria dos votos dos 513 deputados.

Maia afirmou ainda que o seu partido, o DEM, estará no bloco de Baleia. Hoje Lira deve encontrar o presidente da sigla, ACM Neto, em Salvador (BA). Segundo Maia, o encontro será para comunicar Lira do apoio do DEM a Baleia.

Maia voltou a criticar a decisão de aliados de Lira de fazer a eleição para a presidência da Câmara de forma presencial. Ele disse que deputados de grupo de risco da covid-19 estão preocupados, mas que não há mais tempo para preparar a eleição para um sistema híbrido.

“Alguns deputados que estão no grupo de risco me mandaram mensagem, questionando, preocupados”, afirmou Maia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Qualquer servidor ou deputado que esteja no grupo de risco e venha a ser contaminado saindo da sua cidade para cá e tenha algo mais grave, quis deixar claro que essa responsabilidade não quero que seja minha e não será minha porque votei contra”, disse.

Maia também criticou a decisão de fazer a eleição para a presidência da Câmara em 1º de fevereiro. Ele defendia dia 2. Para ele, isso fará com que a votação ocorra por volta das 21h30 e 22h, já que os blocos partidários devem ser registrados no mesmo dia.

Estadão Conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar