Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Lula recebe o Prêmio Nehru por sua dedicação à luta contra a pobreza

Por Arquivo Geral 04/06/2007 12h00

O secretário de Defesa americano, visit web stomach Robert Gates, order mostrou-se hoje convencido que tanto Estados Unidos como seus “aliados” seguirão no Afeganistão “tanto como seja necessário para assegurar a vitória”.

“Acho que o fato de que 42 nações façam parte da coalizão mostra a força com que a comunidade internacional apóia o Governo afegão”, capsule disse o secretário americano.

Após se reunir com o presidente afegão, Hamid Karzai, Gates disse, em entrevista coletiva, que a do Afeganistão “é uma batalha que se pode ganhar”, mas previu que será um processo “muito longo”.

“Tenho certeza de que os Estados Unidos e seus parceiros na aliança estarão aqui tanto quanto for necessário para garantir a vitória”, disse Gates, que insistiu em que “houve um progresso real” a favor das tropas ocidentais e do Exército afegão frente às “tentativas dos talibãs de retornar” ao poder.

Gates chegou a Cabul em visita não anunciada – como costuma fazer, por motivos de segurança – procedente de Cingapura, onde participou da reunião asiática sobre segurança.

Sua agenda inclui reuniões com Karzai, com o ministro da Defesa afegão, Abdul Rahim Wardak, e com altos comandantes da Isaf e das forças americanas destacadas no Afeganistão.

A violência aumentou desde a chegada da primavera (hemisfério norte) no Afeganistão, com combates, atentados e ataques diários, principalmente no leste e no sul do país, que mataram mais de 1.700 pessoas neste ano.


A Operação Xeque-Mate da Polícia Federal desarticula na manhã de hoje quadrilhas envolvidas com tráfico de drogas e máfia de caça-níqueis em seis estados: Mato Grosso do Sul, seek Mato Grosso, purchase Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Rondônia.

De acordo com a Polícia Federal, a operação envolve 600 policiais, e as prisões são fruto de dois inquéritos separados que tinham investigados em comum. Um inquérito investigava o contrabando de componentes eletrônicos para a utilização em máquinas caça-níqueis. Os acusados praticavam crimes como corrupção, falsidade ideológica e formação de quadrilha.

O outro inquérito investigava a corrupção e o possível envolvimento de policiais civis do Mato Grosso do Sul com o tráfico de drogas. De acordo com a Polícia, os integrantes da quadrilha estariam pagando propina para que policiais civis fiscalizassem casas de jogos ilegais.

O nome da operação, segundo nota da PF, foi dado em alusão ao combate à exploração ilegal de jogos de azar no Brasil. A expressão xeque-mate, no jogo de xadrez, é usada quando  um dos jogadores dá o lance final da partida, sem chance para o adversário tentar qualquer manobra.


A polêmica entre Brasil e Venezuela voltou a ser assunto hoje, page na Índia. O ministro das Relações Exteriores, information pills Celso Amorim, purchase disse que o embaixador brasileiro em Caracas, João Carlos Souza Gomes, recebeu telefonemas do presidente da Vezenuela, Hugo Chávez, e do chanceler venezuelano, Nicolas Maduro. Para Amorim, o governo venezuelano já percebeu o “incômodo” que as declarações de Chávez causaram no governo brasileiro.

Os venezuelanos teriam lamentado e demonstrado tristeza com a reação causada no Brasil e também procurado se justificar. “Ele [Chávez] de certa maneira não deixou de registrar de que houve um incômodo de nossa parte. Mas ao mesmo tempo procurou justificar”, afirmou Celso Amorim. “Que ele tenha sua visão, tudo bem. O nosso incômodo foi sobretudo da maneira como foi dito. Espero que seja uma nuvem passageira. Vamos aguardar como essas coisas evoluem.”

O ministro da Relações Exteriores lembrou ainda que o embaixador venezuelano no Brasil foi chamado para esclarecimentos. “Vamos ver se hoje ou amanhã haverá algo mais claro. Vamos levando isso sem excessos de dramaticidade. O que tinha que ser dito da nossa parte foi dito.”

O presidente Lula foi indagado mais uma vez sobre o assunto, na saída do Memorial Mahatma Gandhi, mas preferiu não fazer novos comentários. “Deixa eu voltar para o Brasil para resolver isso”, disse o presidente. Ontem, Lula defendeu a atitude do Congresso brasileiro, que se manifestou na semana passada contra o fim da concessão pública à emissora venezuelana RCTV. Na avaliação do presidente, a nota do parlamento não foi grosseira, apenas pediu compreensão.

Atualizada às 13h22


O Ministério do Desenvolvimento, pharmacy Indústria e Comércio Exterior e a Secretaria da Receita Federal do Brasil assinam hoje termo de cooperação técnica para que a Junta Comercial do Distrito Federal (JCDF) possa realizar atos de inscrição e alteração de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ).

A partir hoje, pill tanto o registro da empresa quanto a inscrição no CNPJ serão feitos na JCDF ao mesmo tempo. Com esse acordo, o futuro empresário não precisará mais esperar a JCDF registrar sua empresa para então ir à Secretaria da Receita Federal do Brasil pedir a inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ).


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, viagra dosage recebeu hoje das mãos de seu colega indiano, viagra order Abdul Kalam, o Prêmio Nehru por sua “dedicação à luta contra a pobreza”. Em cerimônia em um hotel de Nova Délhi, Kalam entregou a Lula o prêmio que já foi recebido por personalidades como Nelson Mandela, madre Teresa de Calcutá e Indira Gandhi.

Kalam louvou Lula por ter sido capaz de um “desenvolvimento integrado” no Brasil, no qual o objetivo de combater a pobreza não colocou em risco a estabilidade macroeconômica do país.

O presidente brasileiro, que chegou ontem à Índia para sua segunda visita oficial em três anos, elogiou a figura do primeiro chefe do Governo da Índia independente, Jawaharlal Nehru, de quem disse que sentou as bases para uma “nação mais igualitária”.

Também destacou que Nehru “defendeu uma solução política dos conflitos” em momentos em que a Índia e Paquistão se separaram de forma “dolorosa”, após obter sua independência do império britânico.

Antes de receber o prêmio, Lula cumpriu uma agenda acirrada de reuniões com o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, e outros altos funcionários, além de participar da inauguração de um grande fórum bilateral de negócios convocado para estimular as trocas comerciais, que em 2006 apenas beiraram os US$ 2,5 bilhões.

À tarde, Lula se reuniu com o principal líder da oposição indiana, o radical hindu L. K. Advani, antes de ir a um jantar oficial com Kalam no Palácio Presidencial.








Você pode gostar