Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Lula diz que ainda não dá para ‘cantar vitória’

Ex-presidente teve seus direitos políticos restabelecidos pelo STF na última quinta (15)

Foto: AFP

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem dito a aliados que ainda não é hora de “cantar vitória” sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que anulou as sentenças do ex-juiz Sergio Moro contra ele. Na última quinta-feira (15), por 8 a 3, os magistrados afirmaram que a 13ª Vara Federal de Curitiba não tinha competência para julgar os processos contra Lula.

Ainda há um passo importante na liberdade de Lula. A suspeição de Moro, que não apenas anularia as sentenças, mas abriria a possibilidade de invalidar as provas de todos os processos, será julgada na semana que vem. Caso a suspeição se confirme, o ex-presidente estaria praticamente livre de novas condenações.

Mesmo ainda não podendo comemorar, Lula considera que já obteve uma vitória moral ao tornar perceptível que Moro foi parcial em seus julgamentos. Para o petista, a decisão que o STF tomar na semana que vem não muda esta realidade. A informação é da colunista Mônica Bergamo.

Nesta sexta (16), Lula se emocionou ao participar de uma reunião virtual com a executiva do PT. O ex-presidente afirmou que lutou muito para chegar a esse momento e que a ex-primeira-dama Marisa Letícia morreu por causa da pressão gerada pela Operação Lava Jato, que chegou a investigá-la, e também aos filhos do casal.

O ex-presidente não conteve as lágrimas ao dizer que a sua batalha não era apenas política, mas também pessoal, para “limpar o nome da minha família”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar