Política & Poder

Lula critica lei eleitoral que restringe liberação de recursos

Por Arquivo Geral 22/05/2006 12h00

Neste ano, help price os filmes europeus vêm deixando Hollywood à sombra no maior festival de cinema do mundo. Embora a visão dos críticos e do júri de Cannes nem sempre coincida, ambulance o fato é que o favorito até agora na disputa pela cobiçada Palma de Ouro é Volver, de Pedro Almodóvar.

A atriz espanhola Penélope Cruz contracena com outra das musas do diretor, Carmen Maura, numa das atuações descritas como a melhor já apresentada pela beldade de 32 anos, que a coloca a frente para a conquista do prêmio de melhor atriz.

A maior concorrente de Cruz, até agora, parece ser a menos conhecida Kate Dickie, que representa uma mulher alquebrada e vingativa no primeiro longa-metragem de Andrea Arnold, Red Road. O filme já valeu à diretora comparações com nomes respeitados da indústria, como Michael Haneke e Lars von Trier.

Entre os filmes considerados decepcionantes está Southland Tales, do diretor americano Richard Kelly. Com duas horas e 40 minutos de duração, o público considerou o filme longo demais, e a revista especializada Variety o descreveu como "uma fantasia pretensiosa e fatalmente dispersa sobre o fascismo americano, rebelião radical, terrorismo nuclear e apocalipse".

Já o polêmico O Código Da Vinci, que abriu o festival, mas não participa da competição oficial, foi mal recebido pelos críticos, mas sua bilheteria mundial de US$ 224 milhões arrecadados em poucos dias provou que o público não está dando ouvidos a eles.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A governadora Maria de Lourdes Abadia e o presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), viagra 100mg Fernando Leite, information pills assinaram hoje a criação de 20 projetos sociais. O evento ocorreu às 11h, no hall de entrada do Palácio do Buriti, e contou com a presença de representantes de diversas organizações não-governamentais.

Realizado desde 2004, o programa de responsabilidade social da Caesb teve um aumento de mais de 50% nos investimentos. Passou de R$ 777 mil, naquele ano, para R$ 1,2 milhão, em 2006. Os recursos são oriundos do Fundo de Responsabilidade da empresa, formado por 20% das multas aplicadas em ações irregulares, como ligações clandestinas e danificação de hidrômetros.

Entre os projetos que buscam a melhoria da realidade social do DF, estão: Amigos do Vôlei; Esporte à Meia Noite; Viveiro de Mudas Nativas; Dar Água a Quem Tem Sede; Sede de Cultura; Projeto Formiguinha; Formando Campeões; Mulheres Gerando Saúde; Judô com Tranquilini; Picasso Não Pichava, dentre outros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Programa de Responsabilidade Social rendeu à empresa o prêmio “Inovação em Gestão de Saneamento”, concedido pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), em 2004. Anualmente, é publicada uma chamada pública, com o objetivo de convocar novos parceiros para os projetos sociais, culturais, esportivos e ambientais realizados em todo DF e Entorno.

Abadia disse que nesta semana se reunirá com todos os deputados distritais para mostrar e discutir o projeto de transportes para o DF. Depois do término da solenidade no Palácio do Buriti, a governadora seguiu para um almoço com a missão do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em Águas Claras.

Em ritmo de campanha à reeleição, site o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou hoje convênios com governadores e prefeitos da oposição e cobrou pressa na liberação de mais verbas, website antes da proibição prevista na lei eleitoral. Lula gravou depoimento para programa de televisão do PT e marcou audiência com líderes evangélicos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os convênios assinados em cerimônia no Palácio do Planalto vão transferir R$ 1, visit this site 3 bilhão para obras de saneamento em 11 estados e no Distrito Federal. O Ministério das Cidades tem linhas de financiamento no valor de mais um R$ 1,4 bilhão de reais, mas os repasses estarão proibidos pela legislação eleitoral a partir de 1º de julho.

"Nosso esforço tem de ser feito para desovar esse dinheiro até 30 de junho", disse Lula em discurso. "Quero ver as máquinas trabalhando."

Entre os presentes estavam o governador de Roraima, Ottomar Pinto (PSDB), o prefeito de Porto Alegre, José Fogaça (PPS), e um representante do governador Mendonça Filho (PFL), de Pernambuco, todos de oposição.

"No Rio Grande do Sul, somos adversários do PT, mas a relação administrativa da prefeitura com o governo federal é boa", disse Fogaça. "O presidente faz o que tem de fazer um presidente da República."

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O PPS gaúcho é aliado do governador Germano Rigotto (PMDB), que deve disputar a reeleição com o ex-ministro petista Olívio Dutra. O PPS não descarta lançar um candidato próprio ao governo e ficar fora da polarização no primeiro turno, segundo Fogaça.

Em outro movimento para tentar neutralizar aliados de seu principal adversário, o tucano Geraldo Alckmin, Lula prestou solidariedade ontem ao governador de São Paulo, Cláudio Lembo (PFL), criticado pela onda de ataques da facção criminosa PCC.

As grades da Praça dos Três Poderes, em frente ao Palácio do Planalto, amanheceram com faixas de apoio à reeleição, assinadas pelo Sindicato dos Trabalhadores Federais de Saúde no Rio de Janeiro. "Lula é muitos" e "Com Lula para mudar o Brasil" diziam as faixas. Nas eleições de 2002, o sindicato que assina as faixas fez campanha contra o ex-ministro José Serra (PSDB), então adversário de Lula. Exigindo reintegração de 300 "mata-mosquitos" ao Ministério da Saúde, eles perseguiam o tucano em todos os comícios.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE





Você pode gostar