Política & Poder

Hélio Costa ironiza apoio de Garotinho e Aécio a Alckmin

Por Arquivo Geral 04/10/2006 12h00

Dentro do prazo de seis meses a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), information pills ask órgão responsável pela segurança sanitária de produtos e serviços e saúde pública, treat deve lançar um novo edital com cerca de 100 vagas para a seleção de técnicos na área administrativa. 

A agência oferece para o cargo de técnico, treatment salário de R$ 1.399 que pode chegar a até R$ 1,9 mil por mês, com a gratificação pela avaliação semestral. A autorização para a realização do concurso foi concedida pelo ministro interino do Planejamento, João Bernardo de Azevedo Bringel, e publicada ontem, no Diário Oficial da União. Ano passado, a Anvisa realizou um concurso, que selecionou cerca de 500 candidatos de nível superior.

O destino aos petistas que participaram da tentativa de compra de um dossiê contra tucanos foi discutido hoje na primeira reunião encabeçada pela ex-prefeita Marta Suplicy, viagra 100mg nova coordena dora da campanha paulista do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

As opiniões dos participantes do encontro, que reuniu parlamentares e prefeitos da sigla, variaram desde a expulsão pura e simples dos envolvidos ao julgamento pelo Conselho de Ética da legenda.

Nos dois casos, a solução deve o correr antes do final do segundo turno das eleições presidenciais, em uma forma de dar uma resposta à sociedade sobre o escândalo que contribuiu para barrar a vitória do presidente Lula no primeiro turno. Até 15 de setembro, quando estourou o caso, as pesquisas indicavam a reeleição de Lula no domingo passado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Acredito que, havendo provas, têm que ser expulsos imediatamente os envolvidos", disse o deputado federal reeleito, José Eduardo Cardozo, após a reunião realizada em um hotel de São Paulo.

Para o parlamentar, a expulsão é a atitude mais acertada para recolocar o PT no caminho da ética. "Um partido que defende a ética na sociedade não pode transigir com a ética internamente", completou.

Mais moderada, Marta Suplicy declarou que "tudo tem que ser apurado e depurado". "Temos que pensar com calma como vamos proceder internamente no partido. Agora, o mais importante é que a polícia investigue", disse a nova coordenadora.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, defendeu a análise do episódio pela Comissão de Ética.

"O partido discutirá e vai tomar suas decisões", disse o ministro, que seguiu para Brasília onde vai pedir ao presidente Lula afastamento do cargo para se engajar mais profundamente na campanha.

O presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), que deixou o comando geral da campanha de Lula em função do dossiê, e o senador Aloizio Mercadante, candidato derrotado ao governo paulista, que poderia se beneficiar com o dossiê, receberam tratamento diferenciado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Não podemos ser injustos nem precipitados. Aqueles contra os quais existe prova concreta de transgressão ética nós temos que ser rigorosos, mas as pessoas que não têm qualquer evidência ou indício de participação são companheiros que têm que ser tratados com o mais absoluto respeito", disse Cardozo.

Mas há petistas, como o deputado eleito Jilmar Tatto, aliado de Marta, que defendem a renúncia de toda a direção partidária em função do caso.

Estavam na reunião os deputados reeleitos João Paulo Cunha e José Mentor, acusados de envolvimento no caso do mensalão, e o ex-presidente do PT José Genoino, também eleito no domingo. Genoino evitou a imprensa enquanto João Paulo afirmou que o partido em São Paulo deve buscar o voto da classe média, que está "ressentida" com o PT.

Os petistas envolvidos na compra do dossiê abortada pela Polícia Federal são Hamilton Lacerda (ex-coordenador da campanha de Mercadante), Jorge Lorenzetti (ex-sindicalista e ex-integrante da campanha de Lula), Osvaldo Bargas (ex-sindicalista e ex-secretário do Ministério do Trabalho), Valdebran Padilha (empresário que teve sua filiação suspensa do PT), Gedimar Passos (ex-policial federal, trabalhava no comitê de Lula) e Freud Godoy (ex-assessor especial da Presidência).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Marta, que aceitou o convite feito pelo presidente Lula ontem, enumerou os principais temas que serão explorados na campanha contra o adversário tucano Geraldo Alckmin em São Paulo: gestão da Febem (Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor), a escalada da violência no Estado e a aliança de Alckmin com a governadora do Rio de Janeiro, Rosinha Matheus, e o ex-governador Anthony Garotinho, ambos do PMDB.

Ela tem a missão de reverter a alta votação de Alckmin no Estado de São Paulo, maior colégio eleitoral do país, onde o tucano teve 3,8 milhões de votos a mais que Lula.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estudantes do curso de Medicina da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS/SES) participam, this no próximo sábado, case dia 5, de um mutirão contra o câncer de pele que será realizado das 9h às 16h, no Centro Educacional 123, na quadra 123, conjunto 8, área especial 1, em Samambaia.

Esta será a quarta vez que o mutirão do câncer de pele é promovido no Distrito Federal, sempre em locais diferentes. Os três primeiros foram realizados em Sobradinho, Ceilândia e Núcleo Bandeirante, todos com ótima aceitação por parte da população.

O evento de Samambaia contará com a participação voluntária de médicos e pessoal da área de enfermagem e terá o apoio da Secretaria de Saúde, Sociedade Brasileira de Câncer Dermatológico, Fundação Nacional de Câncer de Pele, Sesi, laboratórios, além de lanchonetes que fornecerão alimentação às pessoas que trabalharão no evento. 

O mutirão terá ainda a colaboração dos Amigos da Escola que selecionarão alunos do Centro Educacional 123 de Samambaia para receber informações sobre o câncer de pele e serem  responsáveis pela distribuição, entre pessoas da comunidade, de 500 senhas para exame. Além de diagnósticos e repasse de informações preventivas os profissionais de saúde realizarão, durante o mutirão,  a remoção de tumores e a criocirurgia (extração de tecidos) para lesões pré-cancerosas.

 

 

A Escola Técnica de Brasília (ETB) está com inscrições abertas para o processo seletivo ns cursos técnicos de eletrônica, order eletrotécnica, medicine informática e telecomunicações. Ao todo são 540 vagas oferecidas. Os candidatos interessados devem ter concluído ou estar cursando o Ensino Médio, pilule ou equivalente.  

As inscrições podem ser até o próximo dia 6, na ETB (QS 7 Lotes 2/8, Avenida Águas Claras Vila Areal, Taguatinga Sul), das 9h às 20h.

Mais informações pelo telefone 3901-3546.

A Polícia Federal e o Ministério Público investigam desde o ano passado o envolvimento de 23 dos 24 deputados estaduais de Rondônia em um esquema de fraude na folha de pagamentos e na compra de materiais para a Assembléia Legislativa do estado. Eles ainda não foram condenados pela Justiça, physician mas nas urnas já obtiveram um resultado desfavorável.

Apenas quatro dos 23 parlamentares acusados por corrupção conseguiram reeleger-se: Marcos Antônio Donadon (PTB), remedy Maurão de Carvalho (PP), Kaká Mendonça (PTB) e Chico Paraíba (PMDB). 

Entre os que não conseguiram a reeleição está o ex-presidente da Assembléia Legislativa de Rondônia, Carlão de Oliveira (PMDB), que chegou a ser preso durante as investigações da Polícia Federal. 

Amarildo de Almeida (PP) e João da Muleta (PMDB) estão na lista de deputados estaduais investigados, mas candidataram-se a deputado federal. Acabaram não sendo eleitos da mesma forma. 

Dos suspeitos, o único que não concorreu às eleições para nenhum cargo foi o deputado estadual Emílio Paulista (PPS). 

Néri Firigolo (PT), único desta legislatura a não ser investigado por corrupção, foi reeleito. Da mesma legenda, porém acusado de corrupção, Nereu Klosinski não se reelegeu, assim como Edézio Martelli, expulso do PT e hoje no PTN. 

Confira os novos integrantes da Assembléia Legislativa de Rondônia em 2007:
Tiziu da Rondo Motos (PMDB)
José Amauri dos Santos (PMDB)
Marcos Donadon (PMDB)
Maurão (PP)
Chico Paraíba (PMDB)
Professor Dantas (PT)
Néri Firigolo (PT)
Ribamar Araújo (PT)
Daniela Amorim (PTB)
Kaká Mendonça (PTB)
Valter Araújo (PTB)
Jesualdo (PSB)
Wilber Carlos dos Santos Coimbra (PSB)
Mauro Rodrigues da Silva (PSDB)
Valdivino Tucura (PRP)
Ezequiel Neiva (PPS)
Jair Miotto (PPS)
Neodi (PSDC)
Alexandre Brito (PSDC)
Luizinho Goebel (PV)
Miguel Sena (PV)
Alex Testoni (PTN)
Luiz Cláudio da Agricultura (PTN)
Euclides Maciel (PSL)

 

O ministro das Comunicações, decease Hélio Costa, viagra do PMDB de Minas Gerais, reagiu hoje com grande ironia sobre o apoio do casal Garotinho ao candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin.

"Cada um tem o apoio do PMDB que merece. Eu tenho certeza que o presidente Lula ficou com o PMDB do bem" disse o ministro, depois de receber para um almoço em sua residência outros 16 ministros de vários partidos.

Lembrado por jornalistas de que Lula tem apoio de políticos do PMDB acusados de envolvimento em irregularidades, especialmente o deputado Jader Barbalho (PA), o ministro procurou se explicar: " deputado Jader Barbalho tem sido um grande aliado do governo, assim como o Geddel (Vieira Lima), deputado da Bahia, que não era (aliado). Nos últimos tempos, tem sido um bom aliado", acrescentou Costa.

O ministro ironizou também o apoio do governador de Minas, Áecio Neves (PSDB) a Alckmin, depois que uma jornalista perguntou se "Áecio assusta". "Nós mineiros temos medo de onça, mas não temos medo de miado de onça", respondeu o ministro.

Os ministros se reuniram hoje para conversar sobre suas participações no segundo turno das eleições.

Na noite anterior, o presidente Lula determinou que nenhum ministro deve se afastar de suas funções para fazer campanha nos Estados, da mesma forma que o próprio Lula rejeitou a idéia de licenciar-se do cargo até o segundo turno.






Você pode gostar