Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Flordelis ofereceu filha ‘sexualmente’ a pastores evangélicos, diz testemunha

É o que aponta uma testemunha à Polícia Civil. Deputada é tida como a mandante da morte do marido

Foto: Reprodução

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ) teria oferecido, de maneira sexual, uma das filhas afetivas para pastores estrangeiros. É o que aponta uma testemunha à Polícia Civil. Flordelis é tida como a mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo.

“(A testemunha) lembra que em determinada época (os familiares) receberam a visita de pastores pentecostais estrangeiros. (…) O declarante lembra que, como forma de recepção para os tais pastores, (uma das filhas) foi oferecida sexualmente para os mesmos. Flordelis foi quem fez a oferta”, diz trecho do depoimento obtido pelo Fantástico, da TV Globo.

Segundo testemunhas, Anderson mantinha relações sexuais com uma filha afetiva. “A testemunha se recorda que [o pastor] Anderson (…) com a permissão de Flordelis (…) se relacionava sexualmente” com uma das filhas afetivas, que “não gostava dessa situação, mas obedecia”.

Flordelis foi indiciada pelo crime de homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio, falsidade ideológica, uso de documento falso e organização criminosa majorada. Além da deputada, mais dez pessoas foram denunciadas pelo assassinato do pastor na madrugada do dia 16 de junho de 2019.








Você pode gostar