Política & Poder

Flávio Bolsonaro segue tendência do pai ao manter postura negacionista quanto à covid

Nesta terça (19), senador foi às redes para dizer que não tomará vacina. Nesta semana, país começou a vacinar população com a Coronavac, comprada inicialmente por São Paulo

Por Willian Matos 19/01/2021 11h37
Foto: Divulgação/Alerj

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) usou o Twitter nesta terça-feira (19) para manter a postura negacionista quanto à covid-19 adotada pelo chefe da família, o presidente Jair Bolsonaro. Flávio disse que, por recomendação médica, não tomará vacina contra a doença.

“Como já tive covid e minha taxa de imunidade é alta, meu médico não recomendou, neste momento, que eu tome a vacina”, declarou Flávio. “Vou seguir a ciência”, prosseguiu, ironizando. Para embasar a fala, o senador usou trecho de uma reportagem da CNN Brasil que traz um estudo sobre anticorpos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A fala de Flávio vem em um momento importante no combate à covid-19. Até esta terça (19), 25 das 27 unidades federativas do país já haviam recebido doses da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan-SP. O Distrito Federal, por exemplo, vacinou a primeira pessoa às 10h05 de hoje, no Hospital Regional da Asa Norte (Hran).

No Brasil, a Coronavac foi inicialmente comprada pelo Governo de São Paulo. A aquisição levou Jair Bolsonaro a travar embates com o governador paulista João Doria por conta do protagonismo político relacionado à vacina.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar