Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Em Brasília, Witzel tenta viabilizar encontro com Bolsonaro

A relação entre o governador e o presidente se deteriorou nos últimos meses. Bolsonaro acusa Witzel de vazar informações do caso Marielle para atingi-lo

Por Aline Rocha 26/11/2019 1h38
O governador eleito, Wilson Witzel (PSC) fala à imprensa após reunião com o interventor federal, general Braga Netto, no Centro Integrado de Comando e Controle.

Da Redação
[email protected]

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), que está cumprindo agenda em Brasília, encaminhou dois ofícios para tentar viabilizar uma audiência com o presidente Jair Bolsonaro. Witzel enviou pedido de encontro ao gabinete da Presidência e também ao ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Oficialmente, o motivo da reunião seria tratar de assuntos relacionados ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) e questões envolvendo saúde e segurança.

A relação entre o governador e o presidente se deteriorou nos últimos meses. Bolsonaro acusa Witzel de vazar informações do caso Marielle Franco – cujo inquérito corre em sigilo – para atingi-lo. Na sexta-feira, 22, o presidente da República afirmou, em visita ao Rio, que o governador precisaria ter “humildade” e procurá-lo para uma conversa.

Nos ofícios, assinados pelo governador na segunda-feira, 25, Witzel afirma ser “imperioso discutir o avanço e o esforço que o Estado do Rio de Janeiro vem adotando para o cumprimento das regras” do RRF. Em outro trecho, o chefe do Executivo estadual também declara que “houve uma escalada na violência pública” no Rio nos últimos anos.

Outros assuntos que o governador pretende discutir com o presidente é um plano de manutenção e segurança para o Arco Metropolitano e o repasse da gestão de dois hospitais federais – o Hospital dos Servidores e o Hospital Federal de Ipanema – ao governo estadual.

Estadão Conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar