Política & Poder

Clodovil afirma que fará "política do afeto"

Por Arquivo Geral 10/10/2006 12h00

O deputado eleito Clodovil (PTC-SP) esteve há pouco com o presidente da Câmara, erectile buy Aldo Rebelo, cost e disse que a imprensa deturpou o que declarara recentemente em entrevista, sobre aceitar dinheiro para votar a favor do governo depois que assumir o mandato. Ele disse ter afirmado que "R$ 30 mil é pouco para se vender um país, e com R$ 30 milhões seria possível ajudar muita gente que precisa, mas nem assim valeria a pena".

Ao comentar afirmação de que todo homem tem o seu preço, o deputado eleito exemplificou:

— Se seqüestrassem seu filho, você faria qualquer coisa para salvá-lo. Isso é preço – disse.

Sobre o trabalho que pretende desenvolver na Câmara, Clodovil disse que o importante é estimular o povo a ter cultura, a estudar, o que, segundo ele, é a melhor herança que alguém pode ter.

— Quero implantar a política do amor, do afeto e do respeito – completou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar