Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Aumento a professores é parte da disputa entre Bolsonaro e Lula, diz representante dos municípios

Embora a decisão seja do governo federal, o maior impacto financeiro recai sobre os cofres das cidades e estados

Por FolhaPress 27/01/2022 4h42
Foto: Reprodução

Fábio Zanini

Presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski classifica o anúncio do aumento de 33,2% aos professores da educação básica como parte da disputa eleitoral entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e Lula (PT).

Embora a decisão seja do governo federal, o maior impacto financeiro recai sobre os cofres das cidades e estados, responsáveis pelos vencimentos dos cerca de 1,7 milhão de docentes da educação básica.

A CNM calcula que somente para os municípios o reajuste deve custar R$ 30 bilhões. “Onde já se viu empurrar goela abaixo um negócio que tem impacto de R$ 30 bilhões, parece brincadeira. Mas eles exploram isso para jogar um contra o outro (Bolsonaro e Lula), e a educação fica no meio”, diz Ziulkoski.​








Você pode gostar