Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Arthur Lira extinguirá comissão da reforma tributária e relatório apresentado nesta terça (4) não terá validade

O relatório do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), apresentado nesta terça (4), não terá qualquer validade

Mônica Bergamo
São Paulo, SP

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), decidiu extinguir a comissão de reforma tributária, que discutia desde 2020 uma alteração na cobrança de taxas e impostos no Brasil.

Com isso, o relatório do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), apresentado nesta terça (4), não terá qualquer validade.
Lira recebeu um parecer técnico informando que o prazo de 40 sessões, previsto para o funcionamento de uma comissão especial, foi ultrapassado. No total, o colegiado já teria feito 71 sessões.

Aguinaldo Ribeiro vinha batendo de frente com a base governista na Câmara. Ele queria fazer uma reforma ampla, diferente do que querem Lira e a equipe econômica do governo de Jair Bolsonaro.

Os dois grupos travavam uma queda de braço, que agora deve ser finalizada por Lira com a extinção da comissão.
Ribeiro já tinha anunciado que abriria vista entre os dias 8 e 10 de maio para receber emendas e sugestões. No dia 11 seria apresentada a versão final do relatório que incorporaria as novas propostas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O presidente da Câmara deve instalar uma nova comissão, com integrantes diferentes dos que formam o colegiado atual, e também com um novo relator.

Lira deve anunciar ainda que pode utilizar a contribuição técnica e jurídica dos debates já feitos sobre o tema. As deliberações da comissão que funcionava até agora, no entanto, não terão efeito. Ele pretende que o assunto seja discutido com celeridade no parlamento para votar a reforma o mais rápido possível.

As informações são da Folhapress

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar