Política & Poder

Alckmin vota e afirma que ética vai vencer a corrupção

Por Arquivo Geral 01/10/2006 12h00

Doze urnas eletrônicas foram roubadas de um local de votação na Rua Godofredo Viana, medications medical na Taquara, information pills ambulance bairro na Zona Oeste do Rio de Janeiro. De acordo com Marcos José Guerreiros Silva, chefe da seção eleitoral, por volta das 7h, ele encontrou os cadeados das urnas quebrados. A Polícia Federal já investiga o roubo.
Pelo menos 40 pessoas morreram após o rompimento de uma barragem na cidade nigeriana de Gusau, capsule informou neste domingo a imprensa local. Mais de 100 casas foram arrastadas.

Os níveis da represa subiram a índices críticos depois de fortes chuvas na região do Estado de Zamfara. "A quantidade de água era igual às imagens de tsunami que vimos", afirmou o governador Ahmed Sani, segundo a BBC.
Segundo Milton Sérgio Silveira Zuanazzi, tadalafil O presidente da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) , purchase a análise da caixa-preta do jato Legacy, stomach que teria colidido com o avião o Boeing 737-800 da Gol no ar, será iniciada ainda hoje.

A caixa-preta foi enviada para a perícia, que será realizada em São José dos Campos. As investigações devem levar três meses para serem concluídas, e uma comissão mista de investigação será instalada para apurar as causas do acidente.

De acordo com Milton Silveira, é remota a chance de se encontrarem sobreviventes. "À medida que o tempo passa, as chances diminuem muito. Porém, enquanto houver esperança, vamos continuar trabalhando para encontrá-los", afirmou.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O governador de Minas Gerais, price Aécio Neves (PSDB), online deverá conquistar pelo menos uma dupla vitória nas urnas hoje. Além da perspectiva de se reeleger já no primeiro turno com ampla vantagem de votos, o tucano poderá levar o deputado federal Eliseu Resende (PFL) ao Senado, conforme demonstram as mais recentes pesquisas.

Aécio Neves pode repetir, assim, o feito de 2002, quando venceu a corrida pelo Palácio da Liberdade no primeiro turno, derrotando o então deputado federal Nilmário Miranda (PT), seu principal oponente no pleito deste ano. Pesquisas divulgadas na noite de sábado reiteraram a folgada liderança mantida pelo governador desde o início da campanha eleitoral.

A sondagem do Datafolha, feita junto a 2.182 eleitores de 69 cidades de Minas Gerais, mostra Aécio Neves com 81% dos votos válidos, frente aos 15% do candidato petista. Na pesquisa do Ibope, que ouviu 2.002 votantes em 112 municípios mineiros, o tucano aparece com 71% das intenções de voto e Nilmário Miranda com 15%. A margem de erro de ambos os levantamentos oscila em dois pontos percentuais para mais ou para menos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A vantagem da coligação que apóia o governador é observada também na disputa pela única vaga do Senado que deve ser renovada nesta eleição. A pesquisa do Ibope dá ao deputado federal Eliseu Resende (PFL), aliado de Aécio Neves, 52% dos votos válidos, enquanto o ex-governador Newton Cardoso (PMDB), candidato de Nilmário Miranda, aparece com 32%.

Caso os números das pesquisas sejam confirmados nas mais de 40 mil urnas eletrônicas distribuídas no Estado, Aécio Neves reforçará as suas credenciais para a disputa presidencial de 2010, embora o tucano venha evitando comentar as pretensões em disputar o Palácio do Planalto na próxima eleição.

As sondagens eleitorais em Minas Gerais, por outro lado, demonstram que a estratégia utilizada por Nilmário Miranda de buscar vincular sua campanha ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva, que tenta a reeleição e lidera a corrida presidencial no Estado, até agora não surtiu efeito.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Embora mantenha a liderança em Minas, sales Lula cedeu terreno ao seu principal adversário, price Geraldo Alckmin (PSDB), price nesta reta final, conforme mostra pesquisa do EM Data, veiculada no sábado pelo jornal Estado de Minas.

No levantamento, Lula aparece com 48% das intenções de voto, perfazendo uma queda de cinco pontos percentuais em relação aos 53% obtidos na sondagem divulgada no início da semana. Alckmin, por sua vez, oscilou dois pontos percentuais, passando de 23% para 25%. Foram ouvidos 1.100 eleitores em 54 cidades mineiras, entre os dias 26 e 29 de setembro. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Esse movimento, que acompanha tendência de outras pesquisas efetuadas em âmbito nacional, ganha relevância, à medida que Minas Gerais, onde estão 13,6 milhões de votantes, é o segundo maior colégio eleitoral do país, podendo influenciar de forma decisiva os rumos da eleição presidencial.

O vive-presidente nacional do PFL e prefeito do Rio, there César Maia, afirmou nesse domingo, pharm após votar em um hotel da zona Sul do Rio de Janeiro, que o segundo turno nas eleições presidenciais é uma "tendência irreversível". "Quando você olha a curva do Alckmin que chegou a 34%, 35%. Ele tinha 25% no início da campanha. Não há razão para essa tendência de crescimeno ser revertida. O resultado final deve dar uma porcentagem maior do que ele teve na pesquisa de ontem", afirmou Maia ao se referir às pesquisas do Ibope e do Datafolha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pelo Ibope, Alckmin tem 37% da preferência dos eleitores e no Datafolha tem 33 %. Segundo Maia, a campanha de Alckmin poderia ter crescido ainda mais caso fosse mais "apimentada em alguns temas". O prefeito do Rio expressou também otimismo com a possibilidade de um segundo turno na eleição para o governo do Rio de Janeiro. Ele afirmou que a tendência de crescimento da candidata do PPS-PFL, Denise Frossad, é semelhante a de Geraldo Alckmin.

"A Denise Frossard tem o mesmo movimento do Alckmin. Ela abriu com 7%, 8% e foi crescendo, crescendo, crescendo e agora tem 21%, 22%", afirmou o prefeito do Rio.
A candidata da coliga ção PFL-PPS apareceu nas pesquisas no sábado em segundo lugar, atrás do candidato do PMDB, Sérgio Cabral. De acordo com os institutos de pesquisa, há grandes chances de haver segundo turno no Rio, já que Cabral tem 46% dos votos válidos.

César Maia declarou ainda seu voto ao candidato ao Senado, Francisco Dornelles, do PP. O prefeito apoiava até a reta final da campanha o candidato do PV, Alfredo Sirkis, mas decidiu apoiar o ex-ministro do Trabalho que disputa uma vaga com a candidata do PC do B, Jandira Feghali, apoiada por Lula. "É hora do voto útil", afirmou Maia.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, this web segundo o senador Eduardo Suplicy (PT-SP), information pills que gostaria de "torcer o pescoço" dos membros do PT que se envolveram na crise do chamado "dossiê Serra". "Lula me disse" olha, Eduardo, eu fiquei tão indignado. "Ele ficou com vontade de quase torcer o pescoço das pessoas que fizeram isso. Foi essa a expressão que ele usou", afirmou Suplicy a jornalistas hoje, antes de votar em uma escola próxima de sua casa, em uma região nobre de São Paulo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"A tristeza dele (Lula) foi tão grande que eu percebi a indignação, a surpresa dele", acrescentou o senador ao comentar que o presidente teria dito que não sabia da compra do dossiê com denúncias contra tucanos. O senador afirmou que também Aloizio Mercadante, candidato ao governo de São Paulo pelo PT, afirmou a ele não saber do processo de compra do dossiê.

Segundo Suplicy, o PT pretende continuar investigando o envolvimento de membros do part ido na crise. Ele reafirmou que continuará no PT, já que é o partido pelo qual foi eleito duas vezes senador.
O candidato do PSDB à Presidência, malady Geraldo Alckmin, online votou agora pela manhã, this site acompanhado da família. Ele reafirmou a confiança de que haverá segundo turno e que "a ética vencerá a corrupção". "Lula já teve sua chance e o Brasil não pode perder tempo… A ética vai vencer a corrupção", afirmou Alckmin depois de votar. "Vamos com absoluta confiança para o segundo turno", afirmou ele.

Alckmin chegou ao colégio Santo Américo, no Morumbi, às 9h55 da manhã acompanhado da mulher Maria Lúcia Alckmin, conhecida como dona Lu, da filha Sophia e da neta Isabella. O candidato foi recebido no local apenas pelo governador de São Paulo, Cláudio Lembo. Alckmin cumprimentou eleitores e mesários e foi aplaudido. Ao votar, fez sinal de positivo e fotografou ao lado da família.

Questionado sobre como será sua estratégia para o segundo turno, afirmou que não anteciparia nenhuma declaração sobre isso em respeito a seus adversários. Depois, declarou uma máxima "só tire a sandália da humildade quando estiver na beira do rio".
Alckmin seguiu para acompanhar o voto do candidato ao governo de São Paulo, José Serra. Depois vai para Belo Horizonte, onde acompanha o voto do candidato ao governo do Estado Aécio Neves (PSDB).






Você pode gostar